04/12/15

O REI VAI NU

Mediante as movimentações ocorridas no defeso, já se antevia uma temporada futebolística marcada pela polémica. Porém, as piores expectativas estão a ser superadas.
O Sporting sente a necessidade imperiosa de ser campeão. E parece não olhar a meios para alcançar esse desiderato.
O investimento foi gigante, e a estratégia de altíssimo risco. Sem champions, sem patrocínios, e sem vendas de jogadores, um título de campeão é a única possibilidade que resta aos nossos vizinhos para equilibrar os deves e haveres, sem colocar seriamente em causa o equilíbrio futuro - quando não houver perdões bancários que lhes valham.
Daí, toda uma campanha de condicionamento da arbitragem nunca antes vista, a qual, há que reconhecer, vai tendo sucesso.
A facilidade com que se marcam penáltis a favorecer o Sporting contrasta com a dificuldade que os juízes encontram em vislumbrar faltas evidentes na sua área, bem como na área dos adversários do Benfica. Os casos vão-se somando. Em Braga, mais um penálti ficou por sancionar, agora sobre Pizzi, desta vez sem consequências.
Nos três dérbis já disputados, e independentemente do futebol que cada equipa jogou, a verdade é que ficou sempre uma grande penalidade por assinalar dentro da área sportinguista (sobre Gaitán no Algarve, sobre Luisão na Luz e em Alvalade). Podemos lembrar também o que se passou nos jogos Tondela-Sporting, Arouca-Sporting, Benfica-Moreirense ou Arouca-Benfica. Qualquer aritmética daria uma classificação bastante diferente da actual.

Até podemos fechar a boca. Mas não podemos fechar os olhos. E o que se vai passando não é bonito de se ver.

7 Comments:

Anonymous Anónimo said...

A minha vénia a este seu texto, obrigado e continue
carregaaaa benficaaaaa

4.12.15  
Blogger Nau said...

Não, é mentira! O JJ é o «mestre», a equipa do Zbordas é de sonho e está a jogar que se farta! Não há «colinho» nenhum, não senhor!

5.12.15  
Anonymous Anónimo said...

E falar no golo mal anulado do Teo Gutierrez no jogo da Supertaça nada ? falar do golo do Tondela que acontece depois de uma falta mal assinalada, um fora de jogo e com a mão! nada ? e falar do penalti não assinalado por mão do jogador do Estoril nada? ser honesto é uma opção, experimente vai ver que sabe bem.

5.12.15  
Blogger Rafinha said...

Este vedeta da bola deve ser primo do Camões. Só têm um olho. E não é na cara.

8.12.15  
Blogger Rafinha said...

Este comentário foi removido pelo autor.

8.12.15  
Anonymous Anónimo said...

Durante 6 anos, contra a maior parte dos meus camaradas Benfiquistas, eu fui um aceso defensor do JJ e do seu trabalho. A ida para outro clube da liga não me tirou o respeito e admiração pelo seu trabalho e muito sinceramente, como não vejo o Sporting como rival, mas sim o Porto, estava a torcer para que, na eventual impossibilidade de o Benfica ser bem sucedido, então que o JJ tivesse sucesso.

O JJ nunca soube lidar bem com a pressão. Nos momentos decisivos, tremeu sempre. Mesmo quando ganhou. A ida para um clube onde se celebram 2º lugares e vitórias morais, iria sacudir a pressão mediática a que esteve sujeito durante os anos no Benfica, e poderia mostrar todo o seu potencial. Reparem que agora ninguém fala no salário dele, não lhe é exigida nota artística, nem exploram os pontapés na gramática nas conferências de imprensa. Nos tempos no Benfica era um costume diário. Por isso, esperava que jogadores estagnados como o Patrício, William Carvalho e Adrien explodissem tipo Coentrão, Di Maria ou Matic. Esperava que a conjunção desses jogadores com a quantidade de reforços que chegou desse um Sporting goleador e avassalador tal como foi o Benfica quando o JJ chegou. Enganei-me redondamente. Tenho de reconhecer que estou tremendamente desiludido com o JJ e começo a render-me às evidências e a dar razão aos críticos. O impacto que a chegada dele ao Sporting criou foi apenas mediático. Dentro de campo são vitórias sofridas, vitórias polémicas, derrotas inesperadas (com os Skenderbeus desta vida), exibições vulgares. Para um treinador que está a ganhar 20x mais que o Marco Silva (que está a fazer uma época fantástica), fica a ideia que o Sporting fez o equivalente a deitar fora um jovem muito promissor, tipo Neymar, para ir buscar um velho mediático em fim de carreira, à procura de um contrato chorudo, tipo Robinho.

Por outro lado, vejo o novo treinador do Benfica a apostar em jovens da formação e mostrar que de facto é possível apostar na formação e manter a equipa competitiva. Vejo um treinador que recebe 1/5 do anterior e não diz "a praridade é o campeonato" para justificar fracassos. Pelo contrário, vejo um Benfica a apostar na formação e a fazer a melhor campanha na Liga dos Campeões dos últimos tempos. Vejo um Benfica que joga com garra, mesmo quando perde. O Benfica foi ao Dragão lutar pelo resultado, não se acobardou como era costume. Nos jogos contra o Sporting, notou-se que o treinador rival conhece demasiado bem a nossa equipa... mesmo assim ao 3º jogo já empatou e precisou de prolongamento a jogar em superioridade numérica para ganhar.

Ainda estamos no início, mas o começo do JJ está a ser uma decepção. De notar que ainda não jogou com o Porto nem Braga para o campeonato e está numa situação delicada na fase de grupos... da Liga Europa. Todos conhecemos bem o JJ e sabemos que ele é mais forte no início das épocas e costuma fraquejar nas últimas metades ou terços das épocas. Se isto é o JJ em pleno, imagino o que aí vem. É caso para perguntar: 5M por época para fazer isto? A ganhar 20x vezes menos, o Marco Silva e o Leonardo Jardim estavam a fazer o equivalente, ou melhor.

8.12.15  
Blogger Lisa Andini said...

Agen SBOBET - Agen JUDI - Agen Judi Online - Agen Bola - Agen 988Bet
Agen Sbobet
Agen Judi Online
Agen Judi
Bandar Judi
Agen Bola Bonus
Bandar Asia77
Agen Poker
Agen Asia8
Agen 1sCasino
Agen Casino
Agen Bola IBCBET
Agen Bola Sbobet
Prediksi Bola

1.1.16  

Enviar um comentário

<< Home