29/04/13

PÁTIO DAS CANTIGAS

Sempre que o Benfica se aproxima da conquista de um Campeonato, logo ouvimos os sons cacofónicos de uma orquestra que procura desvalorizar méritos, encontrar desculpas, e produzir ruídos. Tais ruídos não passam de arrotos causados por uma difícil digestão. Mas, de tão intensos, acabam por deixar que o embuste tome o lugar da realidade, num espaço mediático onde - graças a alianças nada santas - a proporção de forças surge quase sempre invertida face ao enorme peso popular do nosso Clube.
Foi assim em 2005, a propósito de um jogo disputado no Algarve. Foi assim em 2010, quando, no túnel da Luz, os agressores foram convertidos em vítimas, e a verdade convertida em mentira. Voltou a verificar-se o mesmo após o Dérbi do passado fim-de-semana, o qual deixou o FC Porto mais longe de alcançar o único objectivo que lhe resta na temporada, e o Sporting apeado daquela que seria a única ocasião capaz de proporcionar alegria aos seus adeptos (a de nos atrapalhar na corrida ao título).
Desde as bancadas do estádio, assistiu-se a um bom espectáculo, a um excelente golo (na primeira parte), e ao mais belo lance de toda a época futebolística nacional (na segunda). Viu-se também um Sporting motivado - o que não é notícia quando joga contra o seu invejado vizinho -, e feliz por ter evitado uma temida goleada. Presenciou-se uma vitória justa da melhor equipa, e uma arbitragem que, desde o primeiro instante, dentro e fora das áreas, dos dois lados do campo, adoptou um critério largo e equitativo, contribuindo para a fluidez do jogo como poucas vezes se vê em Portugal.
Cometeu erros? No estádio não dei por eles, embora a televisão demonstre um ou outro. Ficaram penáltis por marcar? Dentro do critério seguido pelo juiz, apenas um lance, aos 88 minutos, parece deixar dúvidas. Foi uma arbitragem perfeita? Não. Foi uma boa arbitragem? Sim.
A razão para tanto barulho é pois a mesma de sempre: a dificuldade em engolir os sucessos do Benfica, e em travar uma onda que nos vai tornando imparáveis.

5 Comments:

Blogger No.Worries said...

Bem vindo de volta a estas lides "blogueiras", LF.
Valeu a pena ler estes 5 textos.
De facto é absolutamente nojento este ataque que fomos vitima, e é absolutamente surreal a "cara-podre" daqueles que andando há mais de 30 anos a roubar, a dopar, a corromper, a agredir, a ameaçar, virem agora falar em árbitros. Por isso estou de acordo com a intervenção de Jorge Gabriel ontem, onde só faltou falar do golo mal anulado ao SLB na 1ª jornada perante o braga e dos 2 penalties que o xistra inventou contra o SLB em Coimbra. E talvez aprofundar um pouco mais a questão do dpoing (e do seu controlo) e as declarações do Casagrande, que sem surpresa não mereceram que os jornalistas confrontassem o pinto da costa com as mesmas. E se os jornalistas têm culpa nesta campanha nojenta...

1.5.13  
Anonymous jorge macedo said...


entao e agora foi limpinho,limpinho ou nao ???

12.5.13  
Anonymous adepto das parvoices do LF said...

piu!

13.5.13  
Anonymous João Pereira Casagrande said...

E agora? Será que vamos ouvir benfiquistas a inventar desculpas se o Porto for Tricampeão? Ou vai ser a mesma do costume? Os arbitros...
É por adeptos como o LF que sabe tão bem dar 5-0, dar 3.1 na Luz eliminando o benfica da Taça nas meias finais ou ganhar 2-1 nos últimos minutos. Venham daí esses textos para nos rirmos e, ao mesmo tempo, ir festejando... Força na final da Liga Europa... para o Chelsea :)

13.5.13  
Anonymous Anónimo said...

Qual onda???? o mar tá flat. Aziadoooo

13.5.13  

Enviar um comentário

<< Home