16/03/12

A EUROPA DE BOCA ABERTA

A propósito da surpreendente passagem do Sporting aos quartos-de-final da Liga Europa, quase poderia repetir aqui as palavras que escrevi há uma semana atrás: grande resultado, forte motivo de orgulho e satisfação para os sportinguistas, que já mereciam algo assim.


As substituições suicidas de Sá Pinto quase iam comprometendo uma eliminatória que, a certa altura, chegou a parecer fácil. Mas Rui Patrício (em grande forma) evitou o consumar da recuperação do City.


Olhando, de forma integrada, para o comportamento dos dois principais candidatos ao título inglês nesta Liga Europa (e vi os seus quatro jogos desta eliminatória), tenho dúvidas de que a frente europeia (não se tratando da cintilante Champions) fosse nesta altura uma prioridade, quer para City, quer para United. Mas o Sporting não tem culpa disso, e a grandiosidade do seu feito não pode, de forma alguma, ser posta em causa.


Eliminado o principal favorito a ganhar a competição, creio que o Sporting pode até sonhar com uma final. Evitando Valência e Schalke, acho que tudo pode acontecer.


A mim, pessoalmente, pouco me tocou este triunfo (não tenho uma visão patrioteirista do futebol de clubes, nem me perturbam as vitórias internacionais de terceiros, o que vale por dizer que não fiquei contente nem triste). Mas, passando a eliminatória, preferia que o Sporting tivesse ganho o jogo, fazendo os pontos que, indirectamente, poderiam também contribuir para que o Benfica chegasse ao pote 1 da próxima edição da Liga dos Campeões.




PS: Constatando a passagem do Sporting, e recordando o que os portistas disseram aquando da sua eliminação sumária aos pés do mesmo adversário, não posso deixar de esboçar um largo sorriso.

5 Comments:

Anonymous antonioSLB said...

Mais uma lição importante para o futebol português, para reflectir:
- com árbitros portugueses, porto ganhou ao Benfica da maneira que todos viram e vai á frente na classificação;
- com árbitros estrangeiros, porto perde e é eliminado com o Zenit, não conseguindo ganhar um só jogo;
- com árbitros estrangeiros Benfica vence e elimina esse mesmo Zenit;
- com árbitros estrangeiros porto perde e é eliminado com o City, não conseguindo ganhar um só jogo;
- com árbitros estrangeiros sporting elimina esse mesmo City;
Porque será? É aqui que reside o factor que faz a diferença no futebol português, são os árbitros PARCIAIS E CORRUPTOS que fabricam os resultados e atribuem os títulos ao clube azul e bronco!Com árbitros estrangeiros e imparciais, que também erram mas para os dois lados, sem premeditação, o clube corrupto não ganha a ninguém!

16.3.12  
Anonymous Anónimo said...

Completamente de acordo Antonio :)

16.3.12  
Anonymous Anónimo said...

Pois nao...
So foi Campeao Europeu e ganhou 2 Ligas Europa...nos ultimos 8 anos...

E vcs?? Nem cá...muito menos lá!!

16.3.12  
Anonymous Anónimo said...

Relembro q o o Porto é o detentor do troféu. Mais nenhuma equipa em Portugal tem 1, qto mais 2 ligas europas. E recordo que ao Benfica, nos ultimos tempos, n têm faltado oportunidades...
O caríssimo Antonio ainda n digeriu bem o facto de o Porto ter ganho na Luz nas ultimas 3 oportunidades q teve. E deve ter o estomago a fervilhar com a possibilidade de ser derrotado, de novo, na 3ª para a taça Lucilio Baptista.

17.3.12  
Anonymous Anónimo said...

LF, finalmente um sorriso hein?

17.3.12  

Enviar um comentário

<< Home