29/02/12

TIRO AO LADO

Se me perguntarem se faz sentido disputar um jogo decisivo para o título apenas algumas horas depois de compromissos das selecções, responderei que não.


O problema para mim não se coloca, porém, na data do clássico da Luz – a única possível tendo em conta o também importantíssimo jogo europeu do Benfica. O problema está, e já o disse aqui algumas vezes, nos próprios jogos das selecções, marcados para uma altura totalmente despropositada.


A FPF não tem culpa, e Paulo Bento muito menos. Aproveitam, e bem, a data posta à disposição pela FIFA. Aliás, o problema maior nem será o jogo de Portugal, onde poucos jogadores do FC Porto, e ainda menos do Benfica, marcarão presença.


O que não faz sentido é, em termos genéricos, enfiar, à força, jogos amigáveis de selecções, sem qualquer interesse competitivo, no meio do ponto alto da época clubista, quando estão em causa provas de milhões, e quando a atenção dos adeptos está completamente centrada nas ligas nacionais e europeias. Um jogo de selecções, representa, neste momento, apenas entulho para a cabeça dos fãs, significando um total anti-climax na respectiva paixão pela modalidade. É uma estranha lógica de anti-futebol, que a própria FIFA promove, não se percebendo bem porquê.


E escrevo isto sendo um adepto do futebol de selecções (os europeus, e, sobretudo, os mundiais, fazem parte do meu imaginário futebolístico mais profundo), e, em particular, um adepto da selecção portuguesa. Em Junho, sem clubes, serei até capaz de fazer o difícil exercício mental de torcer por uma equipa onde, no centro da defesa, estará Bruno Alves. Agora, não o consigo, nem o quero fazer. Não quero saber para nada deste Polónia-Portugal, e para mim esta será uma semana sem futebol. Até sexta-feira, naturalmente.


Fosse eu que mandasse, e até os jogos de qualificação seriam disputados em Junho - no ano antes das respectivas fases finais, e eventualmente depois de pré-eliminatórias que nos poupassem aos enfadonhos compromissos com Luxemburgos e Liechtensteins -, ou, na pior das hipóteses, em fins de semana da primeira metade dos campeonatos. De Fevereiro a Maio, no meio de decisões de importância vital (como é agora o caso) é completo absurdo interromper a dinâmica do futebol de clubes.




É claro que Pinto da Costa, e o FC Porto, de pronto aproveitaram para virar o caso a seu favor, encontrando nele um alimento extra à aglutinação de tropas. Culpando o Benfica, consequentemente vitimizando-se a si próprios, chegaram àquilo que queriam: um tónico de revolta para enfrentar os "infiéis".


Já vimos este filme muitas vezes. Se não fosse a data do jogo, seria a zona de segurança, ou outra coisa qualquer. Nem que tivessem de levar uma conveniente pedrada no vidro do autocarro. O que era necessário era entrar em campo com o sentimento de vingança bem aceso.


Talvez consigam. Espero é que isso não lhes chegue para ganhar o jogo.

4 Comments:

Blogger Yondaime Hokage said...

Muito bom ponto de vista... mais uma vez o nosso rival trabalha o psicológico e o toque ao rebate para o reunir de tropas... e o Benfica deixa-se levar na cantiga e os seus adeptos já embandeiram em arco com o clássico, promovendo autênticos prognósticos de humilhações para os azuis e brancos e eles aproveitam estas situações para se galvanizarem e vingarem as injustiças que alegadamente contra eles são cometidas!

Abre a pestana Benfica!

Já agora, muitos parabéns ao Benfica!

http://rebeldemenino.blogspot.com/2012/02/sport-lisboa-e-benfica-muitos-parabens.html

29.2.12  
Blogger Yondaime Hokage said...

http://rebeldemenino.blogspot.com/2012/02/sport-lisboa-e-benfica-muitos-parabens.html

Muito bom ponto de vista! Os azuis e brancos já trabalham de forma impressionante o psicológico e lançam o toque a rebate de reunião das tropas, enquanto os adeptos benfiquistas se vangloriam em prognósticos de humilhações sobre o rival... e no fim, a vingança serve-se fria. Só espero que muitos adeptos que embandeiram em arco, não saiam defraudados!

Abram a pestana benfiquistas!

29.2.12  
Anonymous Anónimo said...

se o jogo fosse sábado (até podia ser de tarde para ser um jogo em família) eram cumpridas as 72 horas de descanso obrigatórias.


ric

29.2.12  
Anonymous JáNumSabes said...

Na primeira volta o Porto-Benfica foi disputa a um sexta feira tb... se fosse no sabado tb teriam 72 horas até o jogo da champions... mas nem isso lhes valeu... agora o Benfica muda a data e já é um crime! Anedotico

29.2.12  

Enviar um comentário

<< Home