21/02/12

BRINCADEIRA DE CARNAVAL




Em toda a história do campeonato português, só o Benfica de Hagan, e o FC Porto de Villas-Boas, venceram a prova sem qualquer derrota. Outras equipas houve, tão boas ou melhores que essas (Sporting dos Violinos, Benfica de Guttman, Benfica de Eriksson, ou FC Porto de Mourinho), que não o conseguiram fazer, pelo que este Benfica de Jesus, tantas vezes empolgante, tantas vezes esmagador, não sairia necessariamente diminuído na sua temporada por perder um jogo, após 18 bem sucedidas jornadas.



Se eu, enquanto adepto, até estaria preparado para a derrota um dia poder surgir, esperava, porém, que a mesma ocorresse em jogo marcado pela infelicidade, com bolas na trave, com grandes defesas do guarda-redes contrário, com a sensação final de orgulho ferido, e de que tudo tinha sido feito para evitar o negativo desfecho. Ora não foi isso que senti após esta partida de Guimarães.



Tratando-se de uma das várias “finais” que o Benfica tinha para disputar (e como eram importantes estes dois jogos até ao clássico…), a verdade é que se viu, de um lado, um Vitória de Guimarães laborioso, fluente e empenhado, e do outro, uma equipa resignada, cansada, lenta, previsível, sem chama, sem vontade de jogar, parecendo sentir-se engordada pelos cinco pontos de avanço que trazia na barriga – achando-se, por isso, no direito de os despedaçar na primeira ocasião, na primeira dificuldade, na primeira esquina de infortúnio que lhos quisesse arrancar da mão.



Quando, ao minuto inicial da segunda parte, percebi que, estranhamente, o Vitória voltara a entrar melhor no jogo do que o Benfica, percebi também que dificilmente os três pontos poderiam sorrir aos encarnados, a menos que um golpe de sorte (um penálti, uma expulsão) os encaminhasse nesse sentido. E durante largo período dessa segunda parte, chocou-me ver, por um lado, uma equipa sem soluções dentro do campo, por outro, um treinador paralisado fora dele.



Grande parte do mérito do melhor Benfica das últimas décadas cabe a Jorge Jesus. Disse, e mantenho, que é o melhor treinador que passou pelo clube em muitos anos, e por mim renovava já contrato com ele por mais uma meia-dúzia de temporadas. Mas há alturas, há jogos, em que, de facto, (por incapacidade minha, certamente) não consigo compreendê-lo em todas as dimensões da sua genialidade. Deixar Witsel no banco de suplentes, num jogo com este perfil (de luta, de combate), e onde havia que contar com o impedimento de Javi Garcia, foi algo que me pareceu totalmente despropositado. Colocar Rodrigo em campo quando, manifestamente, não estava nas melhores condições, foi uma opção inútil e prejudicial à equipa e ao próprio atleta. Deixar as substituições para os últimos cinco minutos (ainda por cima não simultâneas), quando havia jogadores em claro défice (físico? anímico?), foi outra coisa que escapou ao meu entendimento. Não por acaso, foi precisamente nesses últimos minutos que, com a equipa retocada, o Benfica conseguiu ser mais afirmativo em campo, deixando a ideia de que, com as alterações feitas 15 minutos antes, o resultado poderia ter sido diferente. Outro aspecto me deixou os nervos em franja: como é possível desperdiçar três livres directos à medida de Óscar Cardozo, sem que ao paraguaio tenha sido dada uma só oportunidade de os tentar aproveitar? E já agora, como compreender que, de tantos pontapés de canto a favor, não tivesse resultado um único lance de perigo, fazendo lembrar um tristemente célebre jogo em Tel-Aviv?




Talvez pior que tudo isto foi a reacção final de jogadores e treinador. Perante uma derrota num jogo tão importante (será que o entenderam assim?), eu esperava alguma revolta, algum desespero face ao inesperado desfecho. O que vi foi os jogadores a trocarem cumprimentos e sorrisos com os adversários, a baterem tranquilamente palmas ao público, e depois um técnico a dizer, na flash-interview, que os outros é que têm de se preocupar porque o Benfica vai de vento em popa. Que alguém do departamento de comunicação explique aos profissionais do clube que, mesmo que não a sintam, pelo menos respeitem, a dor que muitos adeptos, por vezes de lágrimas nos olhos, sofrem na hora de certas derrotas. Isto fez-me lembrar Braga, no ano passado, quando só Fábio Coentrão reagiu, dentro do campo, da forma que a mim me apetecia reagir, fora dele. É também por isso que está agora no Real Madrid. É também por isso que o FC Porto ganha tantas vezes. Foi por falta disso que o Benfica andou tantos anos sem ganhar. Ontem à noite, em Guimarães, tivemos um Benfica desse triste tempo.







Agora tudo se complicou. De uma oportunidade para uma quase pré-consagração, o clássico do próximo dia 2 transforma-se, com este resultado, numa verdadeira final, que pode pender para qualquer dos lados. Nos últimos doze Benficas-Portos disputados na Luz, só por duas vezes o Benfica conseguiu vencer, perdendo em cinco ocasiões. De grande favorito à conquista do título, o Benfica voltou a ser um simples candidato, deixando que toda a pressão lhe caísse em cima. Consequências demais para tanta descontracção competitiva.






Carlos Xistra podia ter marcado um penálti sobre Rodrigo. O fiscal-de-linha podia ter deixado jogar no lance que antecede o único golo da partida. Mas não irei desculpar com a arbitragem aquilo que a equipa não fez em campo.






Estava para ir a Coimbra. Não irei.

25 Comments:

Blogger pjsimoes said...

"Estava para ir a Coimbra. Não irei." - Esta frase fica-lhe muito mal, então perdemos um jogo e abandona a equipa? Que raio de adepto é esse? Por amor de Deus... Toca a apoiar sempre!!!! Ou só é do Benfica quando está por cima? Toca a apoiar!!!

21.2.12  
Blogger Danilo Oliveira said...

Adepto das vitórias :P

21.2.12  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Concordo com todo seu post. Mas continuo a dizer foi o frio e o gelo de Lenninegrado(continuo a chamar assim) e foi a incapicade técnica de Jorge de Jesus. JJ é um emprico do futebol não é um cientista do futebol essa é a diferença entre ele e Mourinho. JJ não se rodeia de uma equipa técnica à altura da grandeza do clube. Como o faz o FCP veja-se as qualificações dos técnicos do Porto e veja-se as do Benfica. Vieira fez muito em termos financeiros mas hoje o futebol não é só a arte do financiamento é também a tecnica e a ciência posta ao serviço do futebol. veja-se o caso de Mourinho ou veja-se o caso do Basileia ou mesmo do Norwich em inglaterra, clubes com outra dimensão mas com um grande suporte técnico cientifico.

21.2.12  
Blogger LF said...

Para apoiar sempre, é necessário que a equipa também jogue sempre para ganhar, ainda que por vezes possa não o conseguir.
Em Guimarães, o Benfica não jogou para ganhar. Andou a passear as camisolas.
Assim, passeiem-nas sozinhos.

21.2.12  
Anonymous Anónimo said...

A análise está praticamente perfeita. Foi exactamente o que eu senti. Jogámos como se bastasse passear as camisolas para ganhar o jogo. Não basta e o Benfica sempre que ganhou títulos fê-lo com determinação, garra e suor. As opções de JJ são absolutamente incompreensíveis, sobretudo não mexer logo ao intervalo quando era óbvio que era preciso dar um abanão à equipa. Mexer a 5 minutos do fim é queimar tempo. Humildade ou não volto a ver o Benfica este ano. Tenho muitas desilusões acumuladas ao longo dos anos. Dou tudo como adepto e não aceito que os profissionais não façam o mesmo.

21.2.12  
Anonymous O GLORIOSO said...

Ás vezes ficou admirado com o caro Luis Fialho.
De facto desde o inicio da epoca nunca foi capaz de elogiar a equipa. Só a muito custo o fez, ou melhor quando as evidencias se tornaram visiveis. Comecou por dizer que não iria á Catedral pois não acreditava na equipa, enfim pelos anos que leio o "Vedeta da Bola" fico admirado quando em anos anteriores muito piores estava entusiasmado com a equipa. Caro a epoca passada já acabou percebeu?...
Para além disso o caro parece que vai na cantiga que esta semana vão animar a malta. O 1º Classificado com 2 pontos de avanço é que está em pressão, o 1º classificado é que está aflito, é que está numa situação terrivel. O 2º classificado está optimo sem pressão pode jogar á vontade pois estar em 2º é optimo e não tem que se preocupar. O 1º classificado que recebe no seu Estadio (onde ganhou até agora todos os jogos) o 2º e 3º classificado tendo já jogado no campo desses adversários é que está pressionado e aflito. O 2º classificado que vai a casa do 1º classificado e 3º classificado está é vontade e sem pressão, não é caro Luis Fialho?
Passa-se uma coisa incrivel nos adeptos Benfiquista que para mim me preocupa muito. A Sportinguização dos adeptos do Glorioso. Uma derrota é tudo acaba, não temos hipoteses é tudo uma fatalidade bem expressa no post do caro Luis Fialho.
Vamos ser CAMPEÕES tenho a certeza iremos estar todos no Marquês a festejar em Maio, mas com a ressalva de uns o merecerem totalmente pois acreditaram sempre na equipa, outros como o caro Luis pouco fizerem por isso pois parece que gostam de carpir magoas passadas e nuca verdadeiramente estiveram com a nossa equipa.

P.S- Não vai a Coimbra só posso dizer que ainda bem, adeptos como caro Luis (pelo menos este que ultimamente tem aqui escrito) fazem pouca falta para apoiar a equipa.

P.S 2- Gosto muito de o ler quer no Blog, quer no Jornal do Benfica, até quando vai á Benfica TV mas ultimamente deixa-me desiludido com algumas das suas opiniões nada condizentes com o que já mostrou.

21.2.12  
Anonymous como? said...

vais do 8 ao 80 em 2 segundos... que falta de equilíbrio mental!!!! Sabes que o "tipo" de adeptos tb fazem equipas (boas ou más)... pelo aspecto já tens idade para ter juízo...

21.2.12  
Blogger Manuel said...

Penso que o jogo do Zenit pesou nas pernas. Foram 5 dias de descanso mas deviam ter sido 7.

Discutir as opções de JJ não faz sentido pois ninguém sabe, a não ser ele e adjuntos, as condições físicas em que se encontravam os jogadores. E o Witsel, como se viu na 2ª parte, não estava muito bem fisicamente. Falem do que sabem.

Uma equipa que está 3 (!!) meses a treinar-se para um jogo, com o mesmo frio e em campos onde irá jogar, fica numa condição física tremenda. Outra que lhe faz frente e que perdeu apenas por causa de um ressalto de bola, sem habituação ao terreno e tempo é uma equipa muito bem preparada. Mas que precisa de recuperar do super esforço. O que não aconteceu. E isso notou-se claramente na quantidade de passes errados, interceptados, centros, livres e cantos todos enviados para as mãos e cabeças dos adversários. Não é costume. Isso indica apenas uma coisa: défice de poder físico!

21.2.12  
Anonymous Anónimo said...

a época passada já acabou????????????
como se o treinador é o mesmo????
o mesmo que perdeu 5 0 nas antas, levou 4 em liverpool, perdeu 4 jogos com o porto na mesma época, levou 3 em telavive???? até quando o Benfica vai suportar tanta incompetência???? alguém se lembra do último título que o Benfica perdeu depois de ter 5 pontos de avanço??? já chega, não????
LC

21.2.12  
Anonymous Anónimo said...

O Rodrigo jogou? N tinha sido assassinado? Julgava q tinha de parar praí meio ano, como o Anderson qdo o Katsouranis lhe fez umas festinhas...

22.2.12  
Anonymous Anónimo said...

O Urreta, tb jogou? N me acredito q n tenha jogado, pq n me parece q o Benfica alinhe com essas faltas de transparencia e jogadas de bastidores.

22.2.12  
Anonymous NunoFigo said...

Desta feita também não entendo o caro LF.

Confesso que não vi o jogo, por estar ausente fora do país - e porque a nossa "querida" detentora dos direitos televisivos não exporta os jogos da liga para, por exemplo, a África do Sul (onde a comunidade lusa é tão grande que podemos assistir a jogos da Champions com comentários em inglês ou... português).

Pela leitura, compreendo a revolta do LF pela reação dos jogadores. Eu também não gosto de quem fica "acomodado" com as derrotas. Mas cuidado, não se confunda resignação com desportivismo (para pontapés nos túneis ou porrada a jogadores e técnicos, há que ser adepto de outros clubes lá mais para cima).

Seja como for, estamos 2 pontos à frente, pelo que este jogo já passou e o mais importante agora é o próximo!
Se não estivéssemos no primeiro lugar, compreenderia a preocupação.
Mas sendo líderes, a receber os rivais na luta pelo título (FCP e Braga) em casa... não compreendo.

Parece-me a mim que o caro LF está a baixar a expetativa para não ficar frustrado caso o ano corra mal. Aceito a estratégia, mas não dou para esse peditório. Continuarei a apoiar E A ACREDITAR na equipa, até que a voz me doa.

Um abraço e vemo-nos no Marquês de Pombal!

22.2.12  
Anonymous Anónimo said...

"Estava para ir a Coimbra. Não irei."
e pronto...mais um adepto dos que não interessam e mais um blogue que sai dos favoritos...enfim...
Coimbra tornou-se no que os jogos de dia 2 e 6 de Março já eram...e como nos de 2 e 6 de Março se espera casa cheia em Coimbra isso será meio caminho andado para (num relvado em condições)arrancar para a nova vida da que até S. Petersburgo era a melhor equipa do mundo...

22.2.12  
Blogger jfk said...

Não compreendi que na Rússia o benfica jogasse daquela maneira, algo suicida.

O city jogou no porto em velocidade de triciclo elétrico,daqueles dos putos de 2 anos, e ganhou.

O benfica foi tentar dominar, lixou-se.

Pareceu-me que esse jogo pesou nos jogadores.

Quando vi a equipa, em guimarãaes, achei que rodrigo deveria estar no banco, jogando saviola ou witsel. O jogo deu-me razão.

Adicionalmente, houve mais um pouco de soberba, de confiar que ia acontecer. A mim pareceu-me que ia correr mal, mesmo antes do golo do guimarães. E sou optimista, atenção, não sou daqueles que estão sempre a prever o pior.

E ainda, apesar do uma certa genialidade, gaitan em campo retira à equipa muita da sua capacidade colectiva, porque se agarra demasiado à bola. E é o único, mais ninguém o faz. Perdemos muito com isso.

Muitas vezes não se percebe JJ. Esta foi uma. São petersburgo, outra.

Para terminar, LF, como vais agora apelar à comparência, absolutamente fundamental, dos adeptos no próximo jogo? Apesar de compreender perfeitamente que não te apeteça, a ti, ir de Évora a coimbra ver um jogo.

Ou é para atirar a toalha ao chão?

O que vale é que a malta da zona centro e norte quer ir ver o benfica.

Por isso... todos ao estádio!

22.2.12  
Blogger LF said...

Para esclarecer devidamente a última frase do texto (onde digo que não irei a Coimbra), tenho a acrescentar o seguinte:

- Não se trata de qualquer boicote, ou, muito menos, apelo, à não comparência dos benfiquistas a este ou a qualquer outro jogo.
- Ir a Coimbra pressupõe uma despesa (gasolina, portagens, almoço, jantar, bilhete(s)), que os tempos que correm obrigam a ponderar. Ou seja, a decisão de ir, ou não, é uma relação entre o custo (dinheiro a gastar) e o benefício (entusiasmo com a equipa e com o campeonato)
- A derrota de Guimarães fez baixar o entusiasmo que tinha com a equipa, e com a sua situação de liderança, ao ponto de deixar de ser compensador, para mim, neste momento em particular, o dinheiro que ia gastar.
- É pois uma questão meramente individual, que advem de um estado de espírito que entendi partilhar com os leitores, fazendo notar subliminarmente, ao mesmo tempo, que tal talvez fosse extensivel a muitos outros benfiquistas (como certamente o é), ilustrando assim as consequências de três pontos quase oferecidos.
- Dia 2 lá estarei para o Clássico, e dia 6 para o Zenit, apesar de entender que a equipa tem obrigação de fazer mais em jogos de crucial importância. Preferia ter ganho em Guimarães, do que dar espectáculo com o Rio Ave e com o V.Setúbal, e entrar na fase decisiva da temporada com duas derrotas comprometedoras. Há ainda um défice de mentalidade competitiva no Benfica que já era tempo de suprir, que por vezes me irrita, e origina estes e outros desabafos.
- Um blogue serve também para isso: desabafar.
É isso que por vezes faço (talvez mais desde as crueis derrotas da época passada), sem me preocupar muito com eventuais mal entendidos que tal origine, pois ninguém me paga para isto, e era o que faltava não poder criticar a equipa quando me sinto insatisfeito com ela.
Entendo também que o que digo aqui não tem assim tanta importância. Ninguém vai notar a minha ausência na bancada. E, ainda menos, alguém deixará de ir por eu ter dito aquilo. Sou apenas um em 6 milhões. E tenho consciência absolutamente tranquila quanto ao meu benfiquismo.

22.2.12  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://directlenderloansonlinedirectly.com/#wnydr]payday loans online[/url] - payday loans online , http://directlenderloansonlinedirectly.com/#tajti direct lender payday loans

5.12.12  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://fastcashloansonlinedirectly.com/#twlsi]payday loans[/url] - fast cash advance payday loans , http://fastcashloansonlinedirectly.com/#toueb fast cash advance payday loans

6.12.12  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://cialisdirectly.com/#nwemi]cheap cialis[/url] - cheap cialis , http://cialisdirectly.com/#wscvk buy cialis online

9.12.12  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://buyviagradirectlynow.com/#lrwoy]viagra[/url] - viagra , http://buyviagradirectlynow.com/#ncuna viagra

17.12.12  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://viagraheredirectly.com/#kffqd]viagra 25 mg[/url] - viagra online without prescription , http://viagraheredirectly.com/#lsupz viagra online without prescription

24.1.13  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://directlenderloansherenow.com/#wzfab]payday loans online[/url] - payday loans online , http://directlenderloansherenow.com/#tumdg payday loans online

29.1.13  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://buyonlinelasixone.com/#11943]lasix no prescription[/url] - generic lasix , http://buyonlinelasixone.com/#6649 lasix online

1.2.13  
Anonymous Anónimo said...

[url=http://buyonlinelasixone.com/#19931]buy lasix[/url] - lasix online , http://buyonlinelasixone.com/#16649 lasix online without prescription

2.2.13  
Anonymous Anónimo said...

accutane online - buy accutane online , http://buyaccutaneorderpillsonline.com/#18319 accutane online without prescription

3.2.13  
Anonymous Anónimo said...

imitrex online purchase - imitrex online cheap , http://buyimitrexonlinerx.com/#dfcmt imitrex online

4.2.13  

Enviar um comentário

<< Home