05/12/11

CULPAS PRÓPRIAS

Uma grande equipa pode perder alguns jogos não decisivos. Uma grande equipa pode perder jogos decisivos contra adversários de nível igual ou superior. Uma grande equipa NÃO PODE perder jogos decisivos contra adversários inferiores.

O Benfica perdera a 5 de Maio, em Braga, um jogo que não podia perder. O Benfica voltou a perder, a 2 de Dezembro, no Funchal, outro jogo que não podia perder, ficando em ambos os casos arredado de competições importantes. Salvaguardando a dimensão histórica de cada uma das derrotas (a outra, obviamente, mais profunda e dolorosa), há uma certa similitude entre elas, nomeadamente quanto a questões de mentalidade competitiva, e é isso, continua a ser isso, que me incomoda enquanto benfiquista.

Neste caso porém, há um aspecto paralelo que não posso deixar de condenar. Jorge Jesus sempre disse que a Taça de Portugal era uma das prioridades. Também eu a considerava como tal. Não entendo pois como, numa eliminatória disputada fora de casa, perante o quarto classificado do campeonato, o Benfica se apresenta sem vários titulares. Por motivos diferentes, não alinharam de início, Artur, Maxi Pereira, Luisão, Javi Garcia, Aimar, Bruno César e Cardozo (sete titulares!), mas só o central e o ponta-de-lança estavam impedidos de o fazer. Porquê tanta poupança, quando nem sequer se jogara a meio da semana? Não sei, e, pelo que diz a imprensa, o presidente do Benfica também não sabe.

Admito que a Champions League, pelo prestígio e pelo dinheiro, seja, em tese, mais importante que a Taça de Portugal (ainda que esta valha um troféu). Já não entendo porque motivo ficar em primeiro lugar do grupo - com toda a relevância que já aqui destaquei, mas que o próprio Jesus desmentiu na flash interview de Manchester - pode ser razão para deitar fora a segunda prova do calendário nacional. Percebia a poupança perante um adversário de segundo escalão. Percebia a poupança se ainda estivesse em causa o apuramento na Liga dos Campeões. Poupar apenas porque é Taça, sendo Taça, parece-me um absurdo. O que é certo é que, sem todos aqueles jogadores em simultâneo, o Benfica não é, nem podia ser o mesmo.

Foi-se a Taça de Portugal (provavelmente oferecida ao Sporting), e com ela a possibilidade de terminar a época em festa. Como o Benfica não vai ser, seguramente, campeão europeu, e como a Taça da Liga não tem peso suficiente para salvar uma temporada, resta o Campeonato como barómetro do sucesso ou fracasso encarnado. Ou o Benfica é campeão, e tudo estará bem, ou perde o título e teremos um remake agravado da época passada, com consequências imprevisíveis. É esta situação de risco em que o clube ficou após a aventura (só posso chamar-lhe assim) madeirense.

Não me apetece falar muito mais do jogo. Acrescentarei apenas que a eliminação nem sequer me surpreendeu. Se Eduardo tivesse vestido a pele de Artur e salvo aquele chapéu, se o espantoso remate de Roberto Sousa tivesse batido na barra, teríamos uma sofrida vitória do Benfica, idêntica às de Aveiro, da Figueira da Foz, de Manchester e à da Luz com o Olhanense e com o Sporting. A sorte não dura sempre, e desta vez não havia Artur para fazer milagres. Previ, num comentário aqui feito após Old Trafford, que o Benfica chegaria ao Natal arredado da Taça e em terceiro lugar no Campeonato. Lamentavelmente, a primeira parte da profecia está cumprida. Quanto à segunda, veremos o que sucede no próximo domingo, no mesmo local.

9 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Foda-se, estou fodido caralho. Como é possível esta merda? Foda-se! Então vamos rodar jogadores num jogo destes, caralho? Se era para rodar, rodava-se na próxima 4ª feira. Foda-se! Não foi Jorge Jesus que disse que era indiferente ficar em 1º ou em 2º na Champions? Últimas vitórias na Taça: 95/96 e 2003/2004. Última dobradinha; 86/87.
Nota final: O Benfica oferece de bandeja a Taça ao Sporting e a Domingos.
Nota final (2): Por muito crédito que tenhas, Jorge Jesus, assim perdes a mania num instante, num instante...
CARALHO, ESTOU MESMO FODIDO!

Maluco do Futebol

5.12.11  
Anonymous Anónimo said...

N me diga que n vai comentar a arbitragem e o golo do Benfica...

5.12.11  
Anonymous Anónimo said...

caro anónimo, o maluco do futebol,

Subscrevo toda essa indignação.

o Sr. JJ anda a brincar ao futebol...ele deve saber que o SLB não vai ser campeão...e se não for, tb já sabe que vai de carrinho....direitinho para o norte!!!

abraço

quanto ao outro (ignorante) anónimo,

A arbitragem esteve mal e não foi só com um erro grave, que deu golo do SLB e é de facto de lamentar. Contudo no final não teve influência da decisão da eliminatória, ao contrário de muitos jogos em que o seu clube participa com erros de arbitragem e que invariávelmente decidem os jogos a seu favor.

No jogo de 6ª feira, mais uma vez o sr. árbitro esqueceu-se de punir disciplinarmente entradas a 'matar' de jogadores do maritimo...e não foi porque não as viu, pois em todas elas forma assinaladas como falta...o cartãozinho é que ficou no bolso...mas não foi por aí que o SLB perdeu...

ganhou quem jogou melhor e quem tem um treinador com responsabilidade e mainada.

VIVA O SL BENFICA SEMPRE

Nelson Carvalho

5.12.11  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Não me espanta a derrota do Benfica e passo a explicar o porquê. Jesus tem muitas qualidades mas tem um grande defeito é um fanfarrão no sentido que nunca ou raramente conta com a inteligência dos outros.
Vejamos o seguinte:

Dezembro 2008
Quando o treinador era Quique Flores o Benfica é eliminado da Taça por um penalty defendido por Beto e marcado por Reyes, no estádio do mar, tendo calhado ao Benfica a equipa que estava em primeiro lugar no campeonato. Para onde foi o Beto….

Dezembro 2009
O Benfica é eliminada da Taça de Portugal por um golo de canto marcado por um brasileiro do Vitória de Guimarães, que pouco depois foi contrato pelo FCP mas nunca foi titular no FCP.

Abril 2011
Benfica é eliminado pelo FCP num jogo dois meses depois de ter ganho no Dragão, com um resultado histórico

Dezembro de 2011
O Benfica é eliminado pelo Marítimo cujo treinador deverá ser o próximo treinador do FCP, segundo se diz.


Não se entende primeiro porque JJ não treina todos os 25 com a mesma intensidade e atenção, Porque depois de todas as desgraças anteriores não se teve o poder de antecipação adequado para prever que isto iria acontecer.

Mas há mais o próprio sorteio ninguém entende porque calha ao Benfica sempre equipas da 1ª divisão e ao Porto equipas da segunda e da terceira.

Não concordo com o tipo de sorteio, para ser franca considero até que parece haver batota nos sorteios . Não faz sentido mesmo até para o próprio espetáculo que haja jogos com as mesmas equipas duas vezes seguidas para competições diferentes.

Era difícil o Benfica passar o Sporting e o marítimo e depois ir apanhar um qualquer clube da segunda ou da terceira divisão. Porque não um sistema de potes. Acho que deveria ser revista a metodologia . Não sei se isto não quer ser discutido na Federação ou se isto convém ao Porto.

6.12.11  
Anonymous Vitor Matos said...

Concordo em absoluto com o comentário de L.F.
A responsabilidade por esta derrota
vai inteira para o treinador, que revelou,de novo, uma inesperada ausência cerebral, na constituição da equipa e no decurso do jogo, especialmente, na 2ª parte.
Enfim, lá nos prejudicou, de novo.

6.12.11  
Anonymous Hugo said...

"Mas há mais o próprio sorteio ninguém entende porque calha ao Benfica sempre equipas da 1ª divisão e ao Porto equipas da segunda e da terceira "

Confere. A Académica joga na terceira...

6.12.11  
Anonymous Anónimo said...

O ano passado para a taça calharam ao Porto algumas equipas da 3ª e uma de 3ª...

6.12.11  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Caro Hugo
Tem toda a razão, porque quando o pOrto joga com equipa da primeira perde sempre foi o que lhe aconteceu desta vez

6.12.11  
Anonymous Nuno Figo said...

Culpas próprias? Adversário inferior?

Tipicamente concordo com LF. E desta vez, diga-se, não discordo em absoluto. Claro que o Marítimo é inferior ao Benfica. Claro que houve culpas próprias na derrota.

Mas caramba, o Marítimo é o 4º classificado da Liga, fez um bom jogo, jogou em casa (onde este ano ainda não sofreu derrotas), está a ser surpreendentemente bem treinada e teve "a sorte" de marcar 1 golão que desbloqueou o marcador a seu favor (para não falar do 2º golo, que é também muito bem conseguido).

Jesus podia ter feito menos poupanças? Claro que sim, mas a que custo? Nas épocas passadas, foi óbvia a falta de pedalada da equipa no final da temporada, fruto do desgaste dos "habituais titulares" ao longo do ano. E além disso, Eduardo, Ruben Amorim, Saviola e Nolito, não sendo titulares habituais, não serão exatamente figuras de "segunda linha"!
Aimar podia ter entrado mais cedo, sim. Javi Garcia fez falta, sim. Mas se jogarem sempre, cansam-se... sempre. Mas ma minha opinião, mais falta fez Luisão.

Estamos fora da taça e é uma pena. Mas não vejo - desta vez - grandes culpas a apontar ao treinador.

8.12.11  

Enviar um comentário

<< Home