19/12/11

BOAS SENSAÇÕES

Uma boa exibição, uma goleada, a liderança no campeonato. A noite de sexta-feira fez lembrar a gloriosa saga de 2009-2010, quando Coentrão, Di Maria, Ramires e alguns dos que ainda cá estão, atropelavam adversários, sucessivamente, a caminho do título. Até o adversário trazia boas recordações a esse nível.

Há alguns jogos que o Benfica, mesmo vencendo, não convencia. Também por isso, a partida com o Rio Ave, sendo a última antes da paragem natalícia, trouxe um conforto acrescido aos adeptos, renovando a confiança num grande campeonato. E se olharmos apenas para os pontos, este é já o melhor em duas décadas.

É preciso dizer que a postura do Rio Ave contribuiu para o espectáculo solto e entretido a que se assistiu. A equipa vilacondense nunca se fechou demasiado, nem mesmo quando se viu em vantagem, após uma primeira meia-hora de grande afirmação futebolística. Ficou a ideia de se tratar de um conjunto com excelentes avançados, sentindo, porém, dificuldades no sector mais recuado, sobretudo perante opositores velozes e criativos.

O Benfica reagiu bem ao golo sofrido, e teve também uma pontinha de sorte na forma como rapidamente, e ainda antes do intervalo, se colocou com dois golos à maior, fechando uma primeira parte de elevadíssimo nível. Ao fazer o 4-1 num dos primeiros lances do segundo período, os encarnados resolveram definitivamente a contenda, ficando apenas a dúvida acerca dos números finais da vitória. Marcariam mais um, já num período de alguma descompressão, acabando com o jogo, e levando a festa do relvado para as bancadas.

Na noite da Luz, há que destacar Nolito, claramente o melhor em campo. Não é um jogador para grandes adornos técnicos, tem um estilo por vezes demasiado voluntarista, mas não há dúvida de constituir um precioso reforço neste Benfica 2011-2012. Há algum tempo que justificava a titularidade – até pela notória quebra de forma de Bruno César -, e tendo-a, aproveitou-a muito bem, marcando posição para o futuro próximo.

Também Aimar (é já recorrente), e Saviola (este não tanto), se destacaram, dupla que igualmente marcou a temporada do último título. Cardozo marcou pelo terceiro jogo consecutivo, e pode dizer-se que, desta vez, ninguém destoou na orquestra de Jesus.

Quase não dei pelo árbitro, excepto quando, muito bem, assinalou a óbvia grande penalidade.

O Benfica lá segue, com 33 pontos em 13 jogos, realizando uma campanha impressionante, pelo menos em termos de eficácia. O problema é que o FC Porto, o tão criticado FC Porto, vai fazendo o mesmo, tendo apenas menos dois pontos que na época passada (embora aí com grandes ajudas da arbitragem), mais quatro que na anterior, e mais seis que no ano do último título de Jesualdo Ferreira. Mas na próxima jornada pode haver novidades.

3 Comments:

Blogger Jotas said...

Na próxima jornada é imperioso vencer em Leiria, porque haverá Porto - Sporting e alguém ali perderá pontos.
Sei que ainda vem algo distante, mas prevejo que a chave deste campeonato, poderá estar no Benfica - Porto.

19.12.11  
Anonymous Anónimo said...

2 jornadas seguidas, 2 penalties (escandalosos) por marcar. Felizmente a vitoria chegou. Fosse noutros quadrantes e gostava de saber o q n se diria por aí...

20.12.11  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Sim ao anónimo dois penalties escandalosos e expulsões escandalosas de jogadores que vão jogar com o Porto no jogo seguinte. Veja-se o Senhor Jorge de Sousa.

Coitado falta o Cristian Rodriguez que vai estar disponível em Janeiro.

Quanto ao nosso jogo não esquer atzo e kelvin que disseram antes do jogo que estavam na Luz para ajudar o FCP. Não será isto um grande escandalo? Poderá alguém sério não reagir face a estas declarações???

20.12.11  

Enviar um comentário

<< Home