29/11/11

CLASSIFICAÇÃO REAL

BENFICA-SPORTING:

Já me referi à arbitragem de João Capela. Volto a dizer que esteve bem no plano técnico, e mal no disciplinar.

Pecou por excesso na mostragem de cartões. Elias, Cardozo (claramente o primeiro amarelo, e, possivelmente, o segundo), Wolfswinkel e Aimar foram injustamente punidos. Por outro lado, Carriço deveria ter ido para o banho mais cedo.

No lance entre Onyewu e Jardel, quando a bola parte já os jogadores estão no chão. Não fica claro que exista falta, mas se existisse nunca poderia ser passível de grande penalidade, pois a bola não estava em jogo.

Resultado real: 1-0


FC PORTO-SP.BRAGA:

Com um jogo do Benfica em hóquei, e depois com a emocionante penúltima jornada do Brasileirão, não vi praticamente nada do FC Porto-Sp.Braga. Até porque nos jogos entre estas duas equipas já se sabe qual vai ser o resultado, pelo que não vale a pena desperdiçar hora e meia a fazer de palerma em frente da tv.

Pelos resumos, tirando um ou outro fora-de-jogo, uma expulsão poupada a Álvaro Pereira (e logo com um árbitro que até costuma ser exigente), não me apercebi de mais nada com relevo.

Resultado real: 3-2


CLASSIFICAÇÃO REAL

BENFICA 29

FC Porto 27

Sporting 27

Etiquetas:

4 Comments:

Anonymous Vitória do Benfica said...

Bem foi um grande jogo este Benfica Sporting, não achei uma grande arbitragem. Eles têm sempre de deixar o Benfica com menos um quando joga com um candidato ao título, ou melhor o arbitro tem sempre influencia no resultado. Graças à UEFA quando fomos ao Dragão o JS devia mesmo estar a ser observado, porque senão agora já tinhamos menos um ponto

Fico à espera que a decisão da Federação de Futebol Nacional adopte também ainda durante a minha vida o recurso aos meios que a Federação Inglesa vai implementar já na próxima época.

29.11.11  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Éu quero dizer duas coisas a primeira é que foi um grande jogo de futebol, tenho uma honra enorme em ser do Benfica, por a capacidade de sacrifício o espirito de equipa a inteligência e a destreza que se aprende nos jogos de futebol. Atributos e ensinamentos que se podem e devem transportar para o nosso quotidiano. Tenho pena por isso que o atual governo não considere o futebol como uma atividade cultural, passando assim o IVA dos bilhetes para 23 % . Diga-se que outra coisa não seria de esperar de Francisco José Viegas fervoroso adepto do FCP e colunista de A Bola, porque na realidade nesse clube nada é cultura, enquanto Pinto da Costa lá estiver.
A segunda é que depois de tudo o que se passou fora das quatro-linhas a colocação da divisória era proditório porque até parece que há forças que não querem que se discuta o bom futebol.

29.11.11  
Anonymous Nós Sébio said...

Se tiver oportunidade, confirme:
Com o braço, o Onyewu (ou lá o que é) prende o braço do Jardel ao tronco e, fazendo uso do seu peso, lança-se ao chão, dando a impressão de que é o Jardel que o carrega. Deve ser a melhor simulação de penalty que já vi (parabéns à academia).

O que mais estranho é que os árbitros, que já foram pagos (e bem) para apitar, não consigam perceber isto quando têm as imagens em câmara lenta à frente.

30.11.11  
Anonymous Anónimo said...

Ahahahah! Entao aquilo n foi penalti! Mto bom! E ainda há por aí gente q diz q foi o Onyewo q fez falta! Comédia! O caro LF é mais faccioso que o Barbas!

1.12.11  

Enviar um comentário

<< Home