30/08/11

A PRAZO?

Domingos culpa os jogadores, Godinho Lopes culpa as arbitragens. O que é certo é que o Sporting não ganha, e vai deitando por terra os sonhos dos seus adeptos mais optimistas.

O plantel é muito mais forte que o da temporada passada. Embora nem todos os reforços sejam aquilo que os sportinguistas idealizavam, nomes como Capel, Jeffren, Rodriguez, Luís Aguiar, ou agora, Ínsua e Elias, estão acima de qualquer suspeita. Mas por um ou outro motivo, a maior parte deles não tem jogado, e a equipa parece revelar demasiadas semelhanças com as dos negros anos-Bettencourt.

O discurso do treinador, para além de cheirar bastante a sacudidela de aba de capote, e de contradizer a postura institucional do clube, revela uma coisa muito simples: o plantel não está com ele. “E quando assim é” (recorrendo a um termo que ele utiliza até à exaustão), não há argumentos tácticos que resistam. Mais três ou quatro maus resultados (coisa que não me espantaria nem um pouco), e lá teremos os tradicionais lenços brancos de volta a Alvalade. Até porque – é ele próprio que o diz – a arbitragem não explica tudo. Por exemplo, ainda neste último jogo, o segundo golo do Sporting nasceu de uma falta inexistente.

Domingos Paciência é um excelente treinador sob o ponto de vista técnico e táctico. Mas começo a ter dúvidas de que tenha o perfil de liderança adequado aos problemas do Sporting. Cá estaremos para confirmar, ou desmentir, essa ideia.

Por mim, vão muito bem assim…

1 Comments:

Anonymous Vitória do Benfica said...

Bem eu nunca vi foi um treinador a bocejar de sono no banco. Se cá estivesse o Fernando Pessa diria e esta eh???

Mas cada um tem o que merece.

30.8.11  

Enviar um comentário

<< Home