20/07/09

UM TROFÉU, POUCO FUTEBOL

Como diz Ricardo Araújo Pereira, pior que a euforia injustificada da pré-época, só mesmo a depressão justificada da pré-época. Portanto, se os adeptos do Benfica estão a viver um momento de euforia, do mal o menos.
O problema é que aos últimos resultados, designadamente no torneio Guadiana, não corresponderam, de todo, exibições convincentes. É importante ganhar mas, ou eu vi mal, ou os sinais dados não permitem sustentar grandes optimismos.
Se calhar, nesta fase, era impossível fazer melhor. Mas é bom que os benfiquistas percebam que a implementação de novos métodos de trabalho, de um novo modelo de jogo, e a assimilação de novos jogadores, não se faz por magia, sendo natural que nos tempos mais próximos as coisas venham a correr menos bem do que alguns esperam.
No primeiro teste frente a uma equipa portuguesa, com características comuns a grande parte das que veremos na Liga Sagres, o Benfica não conseguiu mandar no jogo. Sentiu grandes dificuldades a lidar com um meio-campo povoado e agressivo, e em termos defensivos nunca se entendeu com avançados rápidos e versáteis como são os do Olhanense. O jogo poderia ter sido mais fácil se o penálti (duvidoso) tivesse sido convertido, mas a verdade é que, sobretudo na primeira parte, o Benfica pouco ou nada mostrou.
Acabou por ser um rasgo individual de Cardozo a inventar um golo num momento precioso (na resposta ao golo adversário, num penálti ainda mais duvidoso), e a partir daí, com os algarvios mais desgastados, viu-se então algum Benfica. O golo da vitória surgiu nos descontos, mas não se pode dizer que tenha trazido justiça ao jogo. Bem pelo contrário.
Alguns problemas evidenciados pelos encarnados estão perfeitamente a tempo de ser resolvidos: o médio-defensivo parece vir a caminho e os principais centrais irão regressar. Já quanto à delicadeza atlética do sector mais ofensivo da equipa, as dúvidas subsistem (Aimar, Di Maria e Saviola são passarinhos nas garras de equipas de combate como este Olhanense), enquanto do lado esquerdo da defesa, Shaffer vai ter de mostrar muito mais para nos convencer da sua real valia.
Os próximos jogos poderão revelar mais alguma coisa. Falta quase um mês para as competições se iniciarem, e há tempo para trabalhar.
Três vitórias em quatro jogos é um bom registo. Mas mesmo no jogo dos números, não esqueçamos que o F.C.Porto leva as mesmas três vitórias em três jogos. Pior está o Sporting, que foi o primeiro a regressar ao trabalho, tarda em encontrar-se e dentro de pouco mais que uma semana terá a pré-eliminatória com o Twente.

17 Comments:

Blogger João said...

É um facto que a equipa não está a jogar muito.
Mas o que é certo é que está melhor do que estava.
Hoje disputa cada lance como se fosse o ultimo, tem mais posse de bola e até já se vê jogadas de futebol.
Eu, que era um defensor da continuidade do Quique (não pelo futebol demonstrado até à sua saida, mas sim porque acreditava que poderia mudar), hoje acredito que possa ter sido benefico mudar de treinador. Pela primeira vez desde à uns anos, eu digo que acho ser benéfico mudar de treinador.
No entanto, não se pode entrar em euforias, porque a verdade é que se fosse um belenses ou um braga naquele jogo contra os espanhois no torneio do guadiana, tinhamos perdido. (não falo do jogo com o olhanense porque foi o unico que ainda não vi esta pré-epoca)

20.7.09  
Anonymous rastilho said...

Pelos vistos a força no meio campo que tanto querias parece estar a caminho, tens alguma opinião??...

20.7.09  
Blogger Jotas said...

Estes jogos têm o valor que têm, importante é quando for a doer.
Mas é injusto não realçar que este Benfica, com calma, tem pernas para andar.

20.7.09  
Blogger Aurelio Estorninho said...

os festejos para comemorar a vitoria no torneio do guadiana foram altamente!

20.7.09  
Anonymous iBenfiquista said...

LF, por uma vez não concordo com o tom da crítica que é feita. Porque não gosto de pessimismos, e críticas, a jogadores que, ou acabaram de chegar ao clube ou ainda estão em idade de andar de cueiros. Tanto uns como outros têm oportunidade de corrigir posições e conceitos de jogo e de crescer muito mais com o tempo. O tempo joga a seu favor.

Também não gosto de pessimistas, em geral. Não são os pessimistas que fazem o mundo crescer e andar para a frente. Bem, para sermos justos o optimismo, quando exagerado e inoportuno, também não.

Entendo que seja uma estratégia para arrefecer os ânimos que, nesta altura do ano, e provavelmente devido ao calor, esquentam demasiado em relação ao Benfica. Os benfiquistas ficam de cabeça quente e eufóricos, muitas vezes sem razão. Nessa perspectiva poderá ser sensato, de facto, deitar água na fervura.

Criticar jogadores muito bons por apenas serem relativamente e fisicamente fracos, deve ser mensagem para alguém.

Espero que os preparadores físicos do Benfica oiçam a mensagem e tratem do físico a essa gente. O físico é mutável. Já mudar a cabeça, é bastante mais difícil.

Poderia dar aqui muitos exemplos de jogadores e equipas que têm jogadores baixotes, com físicos relativamente fracos e que, no entanto, tornaram-se e foram grandes jogadores e equipas: Pelé, Maradona, Messi, eram e são jogadores com altura igual ou abaixo dos 1,7m. A equipa do Barcelona que ganhou tudo este ano, etc., etc.

Futebol é rapidez e cabeça. E físico suficiente para concretizar as "instruções". A não ser que mudem as regras e se contratem árbitros de hóquei no gelo para arbitrar jogos de futebol.

Menosprezar um rasgo individual do Cardozo, ou de outro jogador qualquer, é o mesmo que menosprezar os melhores jogadores, e as melhores equipas, do mundo. Quantos jogos não são ganhos por "rasgos individuais" para as grandes equipas, por jogadores de "rasgos individuais", muitos deles considerados foras-de-série? Quantos "rasgos individuais" do Ronaldo ganharam jogos para o MU?

Diria mesmo mais: grande parte dos jogos decisivos são ganhos por - precisamente -, "rasgos indidividuais". Quantos jogos não foram ganhos pelo Benfica graças aos "rasgos individuais" do Eusébio? Alguém se lembra de menosprezar essas vitórias?

---------------------
Como dizia Chesterton, "Uma das grandes desvantagens da pressa é que leva imenso tempo". Os benfiquistas que o digam.

Saber dar tempo ao tempo é uma virtude. Uma equipa de futebol é como uma planta de crescimento lento: tem de ser tratada e regada todos os dias, para ir crescendo, com muita dedicação, carinho e amor :-)) .Por parte de todos os adeptos, sem excepção.

Ou, como dizia Arnold Glasgow, "A paciência é a chave de tudo. Consegue-se o pinto chocando o ovo, não partindo-o".

Já agora podia também citar Plutarco, um tipo que viveu há já mesmo muito tempo, "A paciência tem muito mais poder do que a força".

Sejamos benfiquistas sensatos. E pacientes.

Por falar em sensatez: as vitórias do porto não me dizem nada. Porquê? Depois de ver a pouca vergonha que foi o penalty perdoado, com falta escandalosamente marcada ao contrário, no jogo com o Mónaco, tudo o resto perde valor.

Um abraço Benfiquista

20.7.09  
Blogger LF said...

Rastilho,

Nunca vi jogar Javi Garcia, mas as referências que tenho são positivas.
Veremos se se confirma.

20.7.09  
Blogger LF said...

ibenfiquista,

É claro que eu espero que a equipa melhore, e faça uma boa época.

O que por vezes me revolta é a forma como certa comunicação social trata este tipo de vitórias, fazendo crer que o Benfica está imparável e esmagador quando na realidade, e vendo bem, nem sequer merecia ter ganho o jogo.

Eu percebo o que eles querem: entusiasmar as hostes, e com isso vender mais jornais.
Mas para o clube creio que não é bom existir uma expectativa demasiado elevada.

O favorito é o Porto, e o Benfica ainda tem muito trabalho pela frente até se aproximar dos dragões, algo que vai levar anos.
Esta é a verdade dos factos.

Se embarcarmos todos numa ilusão não sustentada, a primeira derrota será muito mais dolorosa, e terá consequências muito mais prejudiciais.

Quando critico este ou aquele aspecto da equipa, não pretendo ser derrotista, mas tão somente alertar contra euforias infundadas.

Se calhar estou errado. Se calhar a maioria dos adeptos do Benfica só se mobiliza em função da expectativa de um super Benfica, ao nível do passado.
Eu, pelo contrário, penso que isso é uma fantasia, e só a médio/longo prazo, e com essa mobilização prévia, esse Benfica se poderá alguma vez tornar possível.

Para já o que vejo é um conjunto de alguns bons jogadores (aqui e ali algo desequilibrado), e um novo treinador a tentar fazer deles uma equipa razoável. É esse o ponto de partida real. O resto são ilusões.

20.7.09  
Blogger Miguel Oliveira said...

LF,

O teu ultimo comentário é muito lucido e realista! Mas acrescentava a ao teu comment uns pozinhos de ambição legitima de maior clube português! Mas sempre sem euforias!

http://pelofutebol.blogspot.com

20.7.09  
Anonymous Anónimo said...

"Três vitórias em quatro jogos é um bom registo. Mas mesmo no jogo dos números, não esqueçamos que o F.C.Porto leva as mesmas três vitórias em três jogos. Pior está o Sporting..."

Estes jogos são a feijões, LF! Haja calma.

20.7.09  
Anonymous iBenfiquista said...

LF, não, não estás errado. Estou de acordo contigo e estou de acordo que se baixem as expectativas dos benfiquistas quando estas são manifestamente exageradas. Eu percebi.

E estou também de acordo que a CS é uma pouca vergonha. A tua indignação é legítima e partilhada por muitos benfiquistas. A alimentação da euforia benfiquista é uma das muitas estratégias utilizadas pela concorrência, com a conivência da CS.

Além disso, os penalties e as faltas não marcadas contra o porto continuam a ser escandalosamente ignoradas e branqueadas, do mesmo modo que a corrupção e os jogos de influência continuam a ser branqueados.

As batalhas que se seguirão vão jogar-se em vários tabuleiros e terão de ser denunciadas as golpadas que quase todos os dias aparecem na CS. E também as outras golpadas que, "ingenuamente", são esquecidas por essa mesma CS.

Saudações Benfiquistas

20.7.09  
Anonymous RIVUS said...

Mau e as encomendas! Lá estamos nós, benfiquistas, com as conversas do costume - "... uma equipa não se faz dum dia para o outro, etc.etc. e outras que tais". Lá está a treta; e então os Porkos, não mandaram embora algumas pedras chave e têm algum problema com formações de equipas? Vejam como eles jogam: porque será? Bom, mas no meu entender, que interessa tudo isso se, pelo que já se vê, já se sabe para quem é o campeonato? Vocês têm alguma dúvida? E o melhor - pior, quero dizer - ainda está para vir. Mantenho a minha; podemos gastar mundos e fundos, contratar craques e bons treinadores que, no fim, aí estará o 3º. ou 4º. lugar em todo o seu "esplendor"!

21.7.09  
Anonymous Anónimo said...

Para quando um post sobre a venda de cissokho? já não fala mal dos dentes?

21.7.09  
Anonymous ele há coisas said...

É um jogo que tem a virtude de nos mostrar como vai ser a liga este ano, em especial fora de casa.
Para além de todas as dificuldades impostas por um Olhanense muito empenhado (e com CINCO jogadores do FCP), ressalva-se um dado muito sugestivo:
4 amarelos para o Benfica, 1 para o Olhanense.

Aceitam-se apostas.

21.7.09  
Anonymous Vitória do Benfica said...

Bom Dia Luis Fialho

Estamos todos com alguma euforia, mas a minha pelo menos é moderada ou seja tanto faz que ganhe como perca o campeonato EU NÂO DEIXAREI DE SER BENFIQUISTA.

Não considerei um mau jogo, o torneio do Guadiana frente ao Olhanense. O que me parece ´e que ainda fechamos poucos espaços e nos jogo aéreo eles (Olhanense) pressionaram muito e como tal perdíamos muitas bolas. Não foi um grande espectáculo, mas é assim que vai ser o campeonato. O campeonato vai ser muito duro, porque 12 equipas têm jogadores cujo salário é pago na sua totalidade pelo FCP. O Olhanense tem 6 jogadores do FCP no sábado jogou com 4 em 11 titulares. Não vai ser fácil competir assim, onde para além de pagarem o salário o treinador Jorge Costa terá de fazer relatórios sobre a sua performance.

Não partilho do seu desanimo, considero que talvez sejamos capazes de fazer um melhor campeonato do que o do ano passado. Pelo menos a pré época está a ser melhor.


Saudações Benfiquistas

21.7.09  
Anonymous Nuno Figo said...

Eu faria a crónica "Dois jogos, um prelúdio".

No jogo Benfica-Olhanense, o clube da Luz beneficia de um penalty duvidoso, em que Aimar cai na área numa disputa de bola com o defesa do emblema algarvio. Terá o defesa tocado antes na bola? Difícil de entender, sendo certo que o mesmo entra a pés juntos, sendo a entrada, à partida, passível de falta.

Minutos depois penalty ao contrário, com Roderick, de costas, a tocar com a mão na bola. Na repetição é fácil ver que não existe premeditação no acto. "Bola não mão", portanto, pelo que há erro do árbitro no penalty assinalado.

Resumo da TVI:
"O Olhanense foi superior e criou várias situações de perigo" (imagens dos ataques dos algarvios).
"O Benfica beneficia de penalty mal assinalado - o defesa do Olhanense toca primeiro na bola".
"Pouco depois, penalty contra o Benfica, com Roderick a tocar a bola com a mão".
"No final, o Benfica beneficiou do desgaste do Olhanense, que tinha jogado no dia anterior" (como o Benfica tinha jogado 2 dias antes, devia estar fresquinho que nem uma alface).

Grande TVI... Felizmente são bons profissionais, senão até poderia pensar-se que há aqui alguma vendetta.

Seguem os resumos.

No jogo Porto-Mónaco, a meio da primeira parte, Nené, avançado do Mónaco, foge a Fucile, dentro da área. O lateral portista, fora de tempo, rasteira o brasileiro monegasco.
Soa o apito. Fucile olha para o árbitro...
Amarelo para o avançado do Mónaco, falta a favor do Porto.

Resumo da TVI:
"O Porto foi sempre superior, criando inúmeras oportunidades de perigo"
(imagens de ataques do Porto... mais imagens de ataques do Porto... nem um lance de ataque do Mónaco)
Regresso ao estúdio. A moderadora pergunta a João Querido Manha: "João, foi o Mónaco que foi um adversário fácil ou é o Porto que, venha quem vier, vence a todos"?

Enorme TVI. Isto sim, é jornalismo a sério.

21.7.09  
Anonymous Anónimo said...

Nem 8 nem 80! LF está no 8,outros estarão no 80,nomeadamente alguma comunicação social.Atitude e organização são factores já vistos nesta pré-época, o que raramente se viu na época passada. E não esquecer que esses jogos servem mais o treinador que os adeptos no que a conclusões diz respeito.
M. Vieira

21.7.09  
Blogger A.Saraiva said...

Para V.Exas fazer, na pré época, 4 jogos em 7 dias, não tem qualquer influência !!!

O que me faz mais confusão é tanta conversa quando ainda nem começámos a jogar a sério. Que tal alguma contenção??

21.7.09  

Enviar um comentário

<< Home