31/03/09

QUEIROZ - oito meses, vinte erros

1- Demarcou-se de Scolari de forma algo arrogante, falando de bandeiras à janela e de títulos conquistados e não conquistados. Ganhou de imediato a antipatia de muita gente que se revia nos métodos brasileiro, e que vivera com paixão o percurso da selecção nos anos anteriores. Muitos que inclusivamente nem gostavam do futebol de clubes.
2- Logo na primeira convocatória deu sinais de querer romper com o passado, deixando de fora nomes fortes de Scolari como o guarda-redes Ricardo, Postiga ou Maniche, e convocando Daniel Fernandes, Duda, Antunes e Danny, no que seria o início de um constante rodopio de novos jogadores, quase todos sem quaisquer provas dadas, como Gonçalo Brandão, Edinho, César Peixoto,Eliseu, Orlando Sá entre outros.
3- Não percebeu que a base de Scolari ainda permitia fazer mais este Mundial, que os quartos-de-final do Euro 2008 tinham sido um bom resultado, que não havia pressa na renovação e que não havia muitos outros jogadores de qualidade para integrar na equipa. Nomes como Nuno Gomes, Petit, Ricardo, Quaresma, Caneira, Postiga, Maniche, Veloso, Miguel, Quim, Meira e outros, foram sendo, de uma forma ou de outra, afastados da equipa. Foi ele, e mais ninguém, que, rompendo com tudo, mudando tudo e ainda fazendo acusãções estapafúrdias, se pôs a jeito de comparações com o antecessor
4- A sua aparente e precipitada estratégia de renovação não contemplou, por seu lado, jogadores que talvez merecessem um outro olhar, como Moreira, Ruben Amorim ou João Pereira.
5- Desmantelou a estrutura emocional que tinha permitido a Scolari manter um grupo coeso e ganhador, eliminando progressivamente os principais focos de liderança ligados ao brasileiro, não aproveitando assim o que de melhor ele havia feito.
6- Mudou o onze em todos os jogos, não deixando que uma equipa base adquirisse automatismos e coesão colectiva.
7- Nunca colocou como titular o melhor ponta-de-lança português, com história na selecção, com experiência e personalidade capaz de liderar o balneário. Acabou por deixar de o convocar, alegadamente por não ser titular no Benfica, mas foi capaz de convocar Orlando Sá, que nunca sequer havia sido titular num jogo oficial pelo seu clube.
8- Com a Dinamarca quis pôr a equipa a jogar um futebol ofensivo e romântico, sem qualquer eficácia ou segurança no jogo. Não soube gerir os momentos finais dessa partida, quando Portugal tinha a vitória na mão
9- Demonstrou falta de firmeza quando permitiu que vários jogadores se declarassem lesionados para os jogos com a Suécia e a Albânia, jogando pelos seus clubes três dias depois.
10- A sua postura no banco transmitiu sempre tudo menos tranquilidade e confiança.
11- Se a marcação do jogo com o Brasil foi da sua responsabilidade, tratou-se de mais um erro crasso. Tal como aliás o de hoje frente à África do Sul.
12- Prescindiu de Quim, por não estar a jogar, convocando guarda-redes de segundo plano como Eduardo, Beto ou Daniel Fernandes.
13- Prescindiu sempre de Marco Caneira para o lado esquerdo da defesa, adaptando um inexperiente Duda.
14- Nesta segunda partida com a Suécia colocou um central a médio, um médio a avançado, um número oito a número dez, um extremo a lateral, e depois, mais um central a lateral, desvirtuando qualquer ideia de coerência futebolística que a equipa poderia ter.
15- Não aproveitou a lesão de Bosingwa para, recuando Pepe para a linha defensiva, introduzir desde logo Deco ou Hugo Almeida.
16- Substituiu Tiago, que estava a realizar uma exibição bem conseguida, deixando o inoperante Meireles em campo.
17- Não se percebe a inclusão de Rolando na ficha do jogo, havendo três centrais em campo, e ficando Nelson (único lateral para além de Bosingwa) na bancada.
18- No final do jogo com a Suécia desculpou-se com as arbitragens, perante o espanto geral, obrigando a rever os resumos à procura do tal lance que ninguém vira.
19- Continua, como o chefe da orquestra do Titanic, a ver virtudes que mais ninguém vê, e a acreditar cegamente num apuramento que ele próprio vai enterrando jogo após jogo.
20- Poderia ter tido a prudência política de convocar ao menos um jogador do Benfica (Nuno? Amorim?, Moreira ?), de modo a não afastar mais apoios. De resto, neste jogo não foram utilizados quaisquer jogadores do Benfica nem do Sporting. Scolari podia não ter boas relações com o F.C.Porto, mas nunca deixou de utilizar os seus jogadores.

9 Comments:

Blogger Aurélio Estorninho said...

7- Nunca colocou como titular o melhor ponta-de-lança português, com história na selecção, com experiência e personalidade capaz de liderar o balneário. Acabou por deixar de o convocar, alegadamente por não ser titular no Benfica, mas foi capaz de convocar Orlando Sá, que nunca sequer havia sido titular num jogo oficial pelo seu clube.


O SCOLARI CONVOCOU O BRUNO VALE, LEMBRAS-TE DA SACANICE QUE ELE OU A FEDERAÇÃO FIZERAM AO BAIA?
O MELHOR GUARDA REDES DA CHAMPIONS DESSE ANO NÃO SERVIA PARA 3º GUARDA REDES DE PORTUGAL.
MAS COMO O BÁIA É DO FC PORTO, TU VAIS DAR RAZÃO AO SCOLARI.

31.3.09  
Blogger abidos said...

O maior sinal do retrocesso foi jogar sem avançados...
Relembro a 'luta' que houve no tempo do Humberto Coelho, para por o Pauleta a jogar, durante a qualificação jogavam os dois Pintos, o João, e o Sá !!! Finalmente na fase final o Humberto lá se convenceu, e devido a uma lesão do Pauleta, foi o Nuno Gomes que ganhou a titularidade.
Desde então todos os treinadores que passaram pela selecção, jogaram SEMPRE com pelo menos um avançado de centro...
Até aparecer o iluminado Queiroz !!!

Já agora sobre a não convocação de suplentes, sendo assim qual a razão do Nani ser convocado?!!!

31.3.09  
Anonymous Alforreca said...

Carlos Queiróz... Se não nascesse, tinha que ser inventado...

31.3.09  
Anonymous Anónimo said...

O Baía é merda e paneleiro. Segundo o que diziam os seus colegas de balneário, pelo menos. Gostava de apanhar no pacote como se costuma dizer, compreendes?

1.4.09  
Anonymous Hugo said...

O ponto 3 é um absurdo

"que não havia pressa na renovação"

Claro,era melhor fazer como Scolari. Convocar sempre os mesmos e o futuro que se lixe.

"Nomes como Nuno Gomes, Petit, Ricardo, Quaresma, Caneira, Postiga, Maniche, Veloso, Miguel, Quim, Meira"

O Petit abdicou da selecção.O Caneira é uma nódoa. O Maniche não rende nada desde o Mundial 2006. O Veloso enfim... Esquecem-se que o Nuno Gomes foi terceira opção de Scolari no Mundial 2006. O Quaresma tem jogado a desgraça que se sabe...

O Scolari tornou-se tão popular entre os portugueses por desde o início ter hostilizado o Porto,porventura aconselhado por alguém.
Este ano já vi o Queiroz sentado ao lado de LFV ou foi impressão minha?

1.4.09  
Anonymous Anónimo said...

Ponto 3, quem prescindiu do Nuno Gomes foi o Benfica, já q neste clube é 3ª opção. Quem prescindiu do Veloso foi o P Bento, uma vez que este nem no Sporting joga, quem prescindiu do Quim foi o Benfica que o colocou a jogar apenas na taça da Liga.

Ponto 4, Moreira n é GR para a selecção, nem para o benfica, veja-se como o Benfica procura desesperadamente contratar outro GR. Ruben Amorim nem titular é! Mas estou a ver que o q interessava ao LF era ter um jogadorzito do Benfica na selecção, deve ser por vergonha...

Ponto 7, a diferença entre N Gomes e Orlando Sá é só uma, uma vez q no campeonato nenhum marca golos. N Gomes tem 30 e tal anos, Orlando tem 20. Daqui a pouco está a clamar pelo Eusébio...

Ponto 12, se o Eduardo e o Beto são de 2º plano hoje em dia no futebol português, n sei quais são os do primeiro plano... Ás ttas o 3º GR do FCP...

Ponto 13, ás tantas o Duda tem-se revelado a melhor opção para defesa esquerdo de Portugal. Caneira, mais uma vez, além de nem ser titular no Sporting, sabe ajudar o ataque tão bem como o Pedro Emanuel.

Ponto 16, provavelmente o R Meireles na 1ª parte foi o melhor elemento de Portugal, mas já q fala nos interesses do FCP, tb n entendo como Meireles, com muitos e importantes jogos pelo FCP pela frente, n é poupado na segunda parte e dispensado da viagem à Suiça...

Ponto 20, a selecção n é prudência política, se o Benfica n tem jogadores em condições de representar a seleção, o treinador n tem de lhe fazer o frete. Isso é q é coragem. O que o LF quer, além de n perceber nada de futebol, é uma seleção ao seu jeito, ou seja, a beijar a mão ao Benfica.
Por mim, nem um jogador do FCP era convocado para a selecção. Fazia 6 milhões felizes e poupava os jogadores do FCP para os jogos importantes que aí vêem. Mas nesse caso o mais provável era que o LF criticasse o Queiroz exactamente por isso, portanto, nem vale a pena...

1.4.09  
Anonymous Anónimo said...

Ah! Repare-se q o Queiroz só deixou o Quim de fora neste ultimo jogo, precisamente qdo deixou de ser titular no Benfica. É o que eu digo, o que falta ao LF é mesmo Kompensan!

1.4.09  
Blogger Joao said...

mas quem tem a ousadia de querer culpar o SCOLARI, pela não renovação na equipa nacional?
eu pergunto, então para que serve a selecção de sub-21?

3.4.09  
Blogger Joao said...

com SCOLARI classificàmo-nos...

3.4.09  

Enviar um comentário

<< Home