CHAMPIONS SIM, CHAMPIONS NÃO

Não dei, de início, muito crédito às notícias sobre a possibilidade do F.C.Porto ficar afastado da próxima Liga dos Campeões por via do caso “Apito Dourado”. Nem sequer falei aqui do tema no primeiro momento em que o mesmo se colocou.
Pelo que li e ouvi desde então, pelo que procurei saber dos regulamentos, pelas opiniões de juristas, tenho-me todavia convencido de que essa é afinal uma hipótese bem real, para não dizer que talvez seja a mais provável, tomando em linha de conta que a Uefa não se costuma pautar pela impunidade das instâncias portuguesas e nestas questões é normalmente implacável. A alínea regulamentar criada após o “Calciocaos” é taxativa, e só a questão das datas relativas aos actos praticados pode levantar alguma controvérsia. Não tenho dúvidas que Pinto da Costa e a SAD portista estarão neste momento tremendamente arrependidos da opção de não recorrer da decisão da comissão disciplinar da Liga, e não devem andar a dormir muito bem nas últimas noites.
A ser excluído o F.C.Porto, avançaria o Vitória de Guimarães directamente para a fase de grupos, e o Benfica entraria na pré-eliminatória.
Sendo inegavelmente prejudicial para o F.C.Porto – que ficaria arredado de todas as provas europeias -, poder-se-á afirmar que tal quadro seja assim tão positivo para o Benfica ?
Sendo deveras importante sob o ponto de vista orçamental uma presença na Champions, tenho dúvidas porém que desportivamente os encarnados tivessem, na sua conjuntura actual, muito a ganhar com este eventual desfecho. Com uma equipa por construir, com um novo técnico ainda por apresentar, o Benfica precisa de alguma tranquilidade em seu redor, e um ano na mais modesta Taça Uefa – na qual o seu potencial actual se enquadra melhor, e onde até poderia garantir, com algumas vitórias, uma subida nos rankings europeus -, poderia permitir ao clube concentrar-se naquilo que tem de importante para fazer, e que passa por reconstruir uma equipa para ser campeã nacional em 2010 ou 2011. Para esse processo ser bem conseguido, o próximo campeonato não poderá ser uma repetição do que agora terminou, sendo necessário que o Benfica cresça como equipa, mostre algum futebol, lute mais pelos primeiros lugares, ainda que se lhe não possa, nem deva, exigir o título.
Precipitando o início da época com uma, a todos os níveis, condicionante pré-eliminatória, e tendo depois, em caso de sucesso, de se haver com as melhores equipas da Europa, o Benfica estaria mais exposto a uma confusão de prioridades, e poderia dar passos no sentido inverso àquele em que se precisa de situar. Por outro lado, nem quero imaginar o que seria o próximo campeonato nacional com o F.C.Porto livre de compromissos europeus, e Sporting e Benfica afogados em jogos exigentíssimos a meio de quase todas as semanas. Talvez o record de diferença de pontos viesse então a ser mesmo batido.

É preciso também desmistificar um pouco a questão da imprescindibilidade da presença na Champions, competição que aliás me fascina imenso, motivo pelo qual me sinto particularmente à vontade para falar dela.
Em termos financeiros a Champions League é um "maná", mas apenas e só em caso de prestação desportiva positiva. No caso um clube se ficar pela primeira fase, fazendo poucos pontos e não enchendo o estádio - o que aconteceu com o Benfica na época agora terminada -, as receitas não ultrapassarão cinco ou seis milhões de euros, montante facilmente realizável com a alienação do passe de um jogador de nível médio, e parcialmente compensável com uma presença razoavelmente ganhadora na Uefa.
Por outro lado, é importante referir que nunca nos últimos vinte e cinco anos Sporting ou Benfica conseguiram conciliar uma presença na Liga dos Campeões com um título nacional. À excepção do F.C.Porto, nenhum clube português logrou ser campeão após a triturante e desgastante participação na principal prova europeia, o que não deixa de ser sintomático do peso que ela tem no condicionamento de toda uma época.
Quer isto dizer que é preferível não participar ? Obviamente que não ! Em condições normais é fantástico disputar a Champions, faz crescer os jogadores, valoriza-os, dá prestígio. Um clube como o Benfica, com o palmarés que ainda detém, tem tudo a ganhar em frequentá-la com a maior assiduidade possível, sobretudo se for conseguindo, aqui e ali, um brilharete capaz de fazer recordar velhos tempos, como foi o caso de 2005-06. Simplesmente há momentos em que é conveniente parar para pensar. Em que é necessário dar um passo atrás que permita mais tarde dar dois em frente. O Benfica vive um desses momentos, e nesta época seria, a meu ver, aconselhável concentrar-se no campeonato, e até, porque não, procurar beneficiar do desgaste alheio para assim se poder aproximar da luta pelo título, congregando e mobilizando toda a família benfiquista, permitindo o impulso necessário para os êxitos futuros que se espera ser possível alcançar.
Apesar da ideia que acabo de expor, e independentemente dos interesses clubistas conjunturais, devo dizer contudo que espero e desejo que a Uefa faça alguma justiça – já que a Liga Portuguesa, ao contrário da ideia que se criou, não a fez -, e exclua quem tem de excluir. O resto se verá depois.

31 comentários:

Anónimo disse...

".... Não dei, de início, muito crédito...",
leia-se: "....estava mortinho por tratar o tema, mas não queria passar a imagem de "... como cão a bofe..."; rejubilai!

angelodias disse...

Em que difere a situação do Porto em relação à do Milan? O milan foi condenado por corrupçaõ consumada e perdeu vinte e tal pontos. O Porto foi condenado por tentativa de corrupção e perdeu 6 pontos. O Milan nesse mesmo ano participou na Liga dos Campeões e até a venceu...

Vitor Esteves disse...

não sei qual a possibilidade de o Benfica se recusar ir á champions por esse motivo (afastamento dos apitos da costa) se ela existir o Benfica deve-a usar, não pelos motivos evocados por V. Ex.ª , que são válidos, mas sim por não ter ganho em campo o direito a participar. O meu Benfica tem coluna vertebral. Creio que ganharia mais em prestigio se tal acontecesse.

Já chega disse...

Creio que, e sublinho o creio porque apenas li um jurista a divagar no assunto, que o hipotético afastamento do fcorruporto da liga dos campeões não dita a inclusão imediata do SLB na mesma. Acho até que faz sentido que assim não aconteça, também pelas razões apontadas por victor esteves.

azul manchado para sempre que nunca nos esqueçamos disso

Anónimo disse...

Dudu, eduardinho,
Hoje entraste aqui disfarçado, meu malandrote!
Então já estás outra vez na "traquinagem" depois do choro da consulta de anteontem.
Vai para a caminha rejubilar, vai!

Anónimo disse...

Cá veio novamente a dupla do costume!
1º Dudu, eduardinho camuflado...
...e depois,
2º angelodias
Este "blog" não é para vós. O que é que vêm para aqui cheirar?

Pedro disse...

A exclusão do FCP garante a entrada do SLB (neste caso pq foi o 4º) na pré, isto pq Portugal tem direito a 3 clubes, creio q aki n pode haver discussão.

O raciocinio de LF é bem fundamentado, mas discordo, pois pla história e grandeza do SLB, este tem d saber conviver c/a pressão de jogar sempre ao mais alto nivel.

N quer isto dizer q n concorde c/o facto de actualmente até possa fazer bem ao SLB n participar, mas por outro lado as vantagens financeiras são atractivas e s queremos voltar a ser o clube GLORIOSO d outros tempos, a definição, estruturação e gestão ao nivel dos objectivos e prioridades, é algo q terá d ser sempre intrínseca na genese de qualquer politica desportiva q s adopte. E n é o facto d se achar q no momento tais factores n existem dentro do clube q s possa escolher ter objectivos menores. Creio q será fugir dos problemas, em vez d os resolver.

É neste ponto q digo q independentemente d o SLB ter ou n capacidade pra disputar competitivamente Liga e Champions, 1º há q criar hábito d lá estar e em 2º ter a humildade de em alturas cm a actual, definir cm objectivo principal a parte interna procurando o mlhr possivel na Europa.

Apoio claramente q o SLB lute pla justiça q internamente n foi feita...

angelodias disse...

Gosto de ler os posts do LF porquê?
A vossa inteligência não vos permite perceber isso? E anónimo faz-me um favor...Começa a falar como gente decente para assim pelo menos disfarçares essas tendências que são por demais evidentes...

Anónimo disse...

É bom que angelosdias e quejandos saibam que é muito importante que há gente que não dorme! Que há gente vigilante! Que não pactua com as habituais jogadas sabotadoras. As tácticas destes garotos fazem-me lembrar as atitudes suicidárias dos homens bomba que vão rebentá-las e rebentar-se na casa dos outros!
Porta-te bem rapazinho...

m&m disse...

Concordo com o vitor Esteves. Não gostava nada de ver o meu Benfica participar nessas condições na champions. Penso mesmo que era uma bofetada de luva branca recusar a participação.

eduardo disse...

hehehehehhehehe,
são de partir o coco; é o que dá levarem-se, assim como ao benfica, demasiado a sério.....
rabiam, rabiam, rabiam..
grrr, rnhaaaa... e o burro é o scolari....

Anónimo disse...

Dudu, eduardinho,
Tens de voltar ao pediatra. Estás a ter demasiadas convulsões.
Vá, veste o bibe e toca a andar!

Anónimo disse...

O Milan não foi castigado porque na altura não havia a tal alinea que nao permite que corruptos participem na champions.

Quanto questão da retroactividade não se aplica, porque estamos a falar de requisitos de admissão numa prova e nao de leis.

A UEFA na altura do calciocaos tentou por todos os meios que o milan nao participasse mas nao conseguiu, daí que tenha em janeiro de 2007 acrescentado a referida alinha.

Anónimo disse...

Preocupa-me mais é o facto de que se o F.C.Porto for ilibado em tribunal, tenho a certeza que levará a Liga (e/ou a federação) a tribunal por causa do apito final. E se não for às competições europeias por causa deste embróglio então a indeminização pedida será maior. E quem pagará vamos ser nós...

abidos disse...

Não referiste um ponto importante, no post.
Uma das razões que neste momento, dificulta a contratação de um treinador para o Benfica, é a ausência da CL, assim como é mais fácil convencer jogadores a transferir-se para os clubes que têm presença na CL, e o contrário acontece com os clubes que não se qualificam. Será que o Lucho, ou o Quaresma não forçarão a saida, caso o FCP, não vá à CL? Não será mais fácil convencer o Cebola a ficar, caso o Benfica vá à CL?
De resto concordo com o post, mas é engraçado que neste momento já NINGUÉM ligado ao FCP, defende a inocência do seu clube, os argumentos são todos processuais, falhas, ou omissões dos regulamentos.
Já NINGUÉM se admira quando o seu Presidente é apanhado a mentir, mais uma vez, como a foto do CM provou, obrigando todos a confiarem muito mais na palavra de uma alternadeira, do que no seu Presidente...!!!
A UEFA não é exemplo para ninguém em termos de corrupção, mas pelo menos ainda não perderam a vergonha toda, e por uma questão de imagem, estão obrigados a punir todos os comportamentos desviantes, normalmente nem estão preocupados com uma leitura exacta dos regulamentos, mas sim no espirito em que os regulamentos foram feitos, sendo normal ouvirmos da parte da UEFA falar-se em punições exemplares, e cheira-me a mais uma...!!!

catn disse...

LF

Em relação a este caso da Champions e da UEFA, não tenho grande opinão formada, embora pense, que no caso da UEFA não aceitar a incrição do fcp, o Benfica deve ir á CL

O Benfica e o Sporting foram punidos severamente, com estes anos de corrupção do fcp, quer em titulos, como em euros e acima de tudo prestigio internacional

LF, quero ainda referir a minha opinião, quanto ao Benfica não estar em condições de disputar o titulo, já no proximo ano

O fcp não é uma equipa de outro campeonato

1º O Benfica este ano, nunca teve um treinador, eram 11 jogadores que entravam em campo e cada um fazia o que sabia, não eram uma equipa

2º O Benfica perde, por volta de 18 pontos em casa, onde é normal ganhar sempre

3º O Benfica teve grandes problemas com as lesões nos seus principais jogadores, esta época nada correu bem

O fcp ficou a 20 e tal pontos do 1º não grande (V. Guimarães), esta situação é normal, anormal é quando o campeão fica a menos pontos, com isto quero dizer, que o fcp fez o que é normal para ser vencedor da nossa liga, o Benfica e Sporting é tiveram uma época horrivel e anormal

O Benfica com um treinador competente e trabalhador, pode fazer com aqueles jogadores e mais alguns reforços (poucos) uma equipa para lutar pelo titulo, sem duvida nenhuma

Agora, dizer aos sócios e adeptos, que o Benfica vai estar 1 ou 2 anos sem lutar pelo titulo, na minha opinião, é inaceitavel e seria o principio do fim do grande Benfica

PPA disse...

Análise ás equipas 2007/2008

(+) Setúbal (1 Título)
Foi a melhor surpresa deste campeonato, pois com o mais baixo orçamento e entrando para não descer, andou sempre nos lugares da frente e garantiu a Europa.
Esteve bem na Taça e excelente na nova Taça da Liga, que conquistou aos penalties ao Sporting. Foi a equipa mais interessada nesta competição.
Na parte final, com a Europa garantida e com o treinador já sem a cabeça no clube, desceu de rendimento, caso contrário poderia fazer bem o 4º lugar e não o 6º.
Ponto Alto: Venceu a 1ª Taça da Liga.
Ponto Baixo: o desligar na parte final.

(+) Guimarães
Vindo da 2ª divisão, o Guimarães fez uma excelente época ao obter o 3º lugar batendo um dos grandes, apesar de claramente apostar tudo no campeonato.
Praticou um futebol bonito, mas no entanto teve algumas lacunas, como o facto de entrar na última jornada com um saldo nulo entre golos marcados e sofridos, o que mostra que o ataque não era por ai além. Seria um pouco estranho o 2º classificado do campeonato e candidato à LC ter um Ball Average nulo!
Pecou também porque falhou redondamente na prova de fogo, no jogo mais importante, acabando por perder 0-5 em casa.
Apesar de tudo não me espantou a época do Guimarães, pois tem condições logísticas idênticas aos 3 grandes e é claramente a 4ª equipa em massa adepta.
Ponto Alto: Manteve-se sempre no topo do campeonato.
Ponto Baixo: goleado em casa no jogo em que não podia falhar.

(+) Marítimo
É uma equipa com dinheiro para ser habitual na Europa, mas raramente o consegue.
Este ano conseguiu o 5º lugar muito à custa do que costuma ser o seu calcanhar de Aquiles, os jogos fora, mas como desta vez conseguiu 19 pontos fora de portas (4ª equipa do campeonato), naturalmente ficou em posição Europeia.
Peca pelo seu jogo excessivamente rendilhado e abrasileirado. Cometeu um grande erro ao vender Makukula, e quiçá uma possível ida à LC, pois acredito que se não saísse poderia fazer mais 7 pontos.
Ponto Alto: Pontuação nada habitual fora de casa.
Ponto Baixo: venda de Makukula que lhe custou certamente muitos pontos.

(+ou-) Nacional, Naval, Académica e Estrela
Épocas tranquilas e portanto normais.

(+ou-) Boavista
Época tranquila a meio da tabela, o habitual desde que os Loureiros desistiram do clube após o sugar completamente. Sem dinheiro e com os “arquivos limpos” chega a sentença que os condena à descida, onde são manifestamente o bode expiatório que serve para dar o exemplo e desviar as atenções, quando seria já enevitável a ruptura do clube.
Ponto Alto: apesar de muito fraco continua a bater o pé aos 3 grandes no Bessa.
Ponto Baixo: uma equipa profundamente banal.

(+ou-) Leixões
Safou-se da descida mesmo no fim; cumprindo os seus objectivos.
Tem dimensão para ser uma equipa da 1ª divisão.
Ponto Alto: tal como o Boavista, em casa bate-se de igual para igual com os 3 grandes.
Ponto Baixo: empata muitos jogos, o que a 3 pontos por vitória lhe trará sempre grandes dificuldades.

(+ou-) Sporting (2 Títulos)
Um clube como o Sporting não pode fazer uma época positiva quando não consegue discutir o campeonato. Perdeu-o e com um grande fosso.
A explicação surge pelo curto plantel para todas as frentes, pelas muitas lesões em jogadores importantes e pelas teimosias do treinador.
Mas é indesculpável perder 7 jogos fora, sendo apenas a 8ª equipa fora!
Se bem que o orçamento só obrigasse a equipa a ficar em 3º lugar, a verdade é que acabou por fazer o 2º mas não conseguiu apresentar um futebol tão bonito como o habitual.
Com este FCP era impossível ser campeão, mas exigia-se luta e menor distância; apesar do objectivo financeiro da Champions ser atingido.
Na Taça da Liga cumpriu, mas perdeu mal a final a penalties para o Setúbal.
Na Taça foi onde esteve melhor esmagando o Benfica com um recorde de 5 golos em 25’ e levando a melhor na final sobre o violento FCP.
Na Europa esteve razoável, cumprindo na LC e UEFA, se bem que mal eliminado pelo Rangers, como foram todas as equipas que os Escoceses eliminaram. Ainda assim foi eliminado pelos finalistas da LC e UEFA.
Pontos Altos:
- Conquista da Taça depois de esmagar o Benfica na meia-final.
- Conquista da Super Taça perante o FCP.
- Superioridade perante o FCP em 4 jogos num ano.
- Melhor do que o Benfica em todas as provas.
- Mostrou capacidade para se bater de igual para igual com equipas como a Roma e principalmente o Manchester, provavelmente a mais forte do mundo.
Pontos Baixos:
- Derrotas fora, com destaque para um miserável 4-1 em Leiria (lanterna vermelha) e um 3-0 em Braga sem motivação.
- A forma como encarou a final da Taça da Liga com o Setúbal.
- A execução de penalties, onde apresenta apenas 50% de rendimento! Deve ser um recorde mundial.

(+ou-) Porto (1 Título)
Com um orçamento gigantesco e um plantel forte e completo, cedo limpou o campeonato, mas nas outras provas não esteve bem.
Acho que não tem um treinador à altura. Será equilibrado para o nosso campeonato, mas a nível Europeu não “calça”.
Ponto Alto: fosso pontual.
Ponto Baixo: Eliminação na Taça da Liga pelo Fátima e goleada em casa com o Nacional. Nos jogos mesmo a doer, falhou (Liverpool, Shalke, Sporting x3).

(+ ou -) Belenenses
Esta época foi ligeiramente abaixo da anterior, e desta vez não vão à Europa por causa de 6 pontos estúpidos de castigo pela má inscrição de um jogador que actuou 14 minutos.
Ponto Alto: conseguiram mais pontos fora do que em casa, depois de em casa terem este ano derrotado Sporting e Benfica.
Ponto Baixo: no final do campeonato Jorge Jesus já estava com a cabeça noutro lado.

(-) Braga
A maior desilusão do campeonato. Tinha claramente o 4º melhor plantel do campeonato e nos últimos anos tinha-se afirmado como a 4ª equipa do campeonato; mas andou sempre no meio da tabela.
Nas outras provas não fez nada de realce.
Ponto Alto: vitória inequívoca em casa sobre o Sporting.
Ponto Baixo: derrota em casa com o lanterna vermelha.

(-) Benfica
Para um grande e tendo o 2º orçamento, o 4º lugar é sempre mau.
Não se destacou em nada, pois não ganhou um único jogo grande esta época, nem em Portugal nem na Europa, onde foi igualmente discreto.
Mandar embora um treinador na 2ª jornada é errado, ir buscar um “Messias” também, ainda para mais porque depois roeu a corda e saiu também.
Ponto Alto: empate em Alvalade de braço dado com o amigo Paraty (atente-se aos festejos)!
Ponto Baixo: os pontos perdidos em casa. O Benfica foi a 8ª equipa em casa!

(-) Paços
Desceu de divisão no campo, mas poderá manter-se por causa do castigo ao Boavista.Continua a praticar futebol suficiente para estar na 1ª divisão, mas o modelo de Zé Mota começa a cansar e desceu porque fora de casa foi uma porcaria.Pagou cara a ida a uma eliminatória da UEFA.
Ponto Alto: continua a fazer do seu (mau) campo a sua maior arma, pois em casa é sempre uma equipa difícil.
Ponto Baixo: este ano foi a pior equipa do campeonato fora, fazendo uns miseráveis 5 pontos.

(-) Leiria
Cedo se percebeu que desceria, andando sempre em último.
O que é estranho, pois tinha plantel para ficar nos lugares cimeiros e quiçá ir à Europa, mas como acabou o acordo com o FCP, pagou caro!
Tal como o FCP é um clube presidencialista, pelo que se o “Bartolas” andar mal e assustado, não tem hipótese.
Ponto Alto: depois de condenado e já sem pressão, conseguiu resultados surpreendentes como o empate na Luz, vitória em Braga e o 4-1 ao Sporting em casa.
Ponto Baixo: época miserável, cujos pontos altos foram a excepção à regra.

http://bola-na-trave.blogspot.com/

ricardo disse...

Ficaria muito feliz se o FCP não fosse à Liga dos Campeões, por mil razões e mais alguma.

Mas acho que é preferível, mesmo que se dê esse caso, que o Benfica faça uma jornada tranquila na UEFA em vez de começar a época com um mês de antecedência como tem acontecido nos últimos tempos.

Ou seja, Porto e Benfica fora da Liga dos Campeões.

Anónimo disse...

Caro Ricardo vá ao "post" da saudação fascista, se fizer o favor, porque tem lá uma resposta minha que também se enquadra na resposta que tinha para lhe dar a este seu comentário.
Cmpts.
Anónimo

Anónimo disse...

no meu ver o slb fez muito bem em denunciar na uefa a tristeza do futebol ja que teem medo de falar do bulor que ca existe!! que temos mas tambem penso que de nada vale ir a chapions com uma equipa em construcao devemos ter 1 treinador . . depois 1 equipa que de credito e confianca aos socios so depois podemos pensar em grandes vitorias e voltar a ser respeitados. - palavras e mais ideias pa repor o clube onde merece estar.a organizacao do clube e que tem de mudar. o simbolo do slb diz e pluuribus unum

Bruno Oliveira disse...

Antes de mais, calculo que o angelodias nao tenha visto a minha resposta quando, em tom ironico, sugeriu que o Kaká fosse à nossa selecção, pois anteriormente eu tinha sugerido que se chamasse o Paulo Assunção. Como tal, repito aqui que o Paulo Assunção já tem nacionalidade portuguesa, ao contrário do Kaká. Informe-se antes de falar do que não sabe... Comentando agora o post da exclusão do Porto da Champions, tenho de admitir que fiquei surpreendido pelo clube não ter recorrido da decisao da CD da Liga, mas compreendo-a, pois com o recurso do presidente, em caso de sucesso fica não só provada a sua inocência, mas também a do clube, e se a Federação não der razao a Pinto da Costa, também não a daria ao clube... E assim sempre não se corre o risco de começar a nova época com menos pontos.
Quanto aos comentários que aqui demonstram a vontade que o FC Porto não vá à Champions, também os compreendo, pois se fosse com o Benfica, também torceria para que não fosse.
O que é de lamentar é que o Benfica necessite da não participação do Porto para ir à Champions, e para isso andem nas costas a fazer de tudo para que isso aconteça... Como podem vocês defender que o Benfica não vá à Champions mesmo que o Porto também fique de fora se é o vosso presidente que tudo tem feito para manter bem viva a vossa esperança que isso aconteça?
Incompreensível...

angelodias disse...

Tens razão Bruno. Penitencio-me pelo erro. Gostaria só de dizer algo mais em relação a este assunto. Sei que vivemos num país chamado Portugal mas condena-se alguém quando o caso ainda está em julgamento e penso eu em segredo de justiça? Como se pode castigar alguém antes da decisão de um juíz?
Não está julgado, logo não está nada provado, logo não poderá haver qualquer tipo de penalização. E se depois se provar que afinal nada se passou? Quem arca com as consequências?

eduardo disse...

bruno oliveira disse:
"....Quanto aos comentários que aqui demonstram a vontade que o FC Porto não vá à Champions, também os compreendo, pois se fosse com o Benfica, também torceria para que não fosse."..
e eu digo:
arranjem-me já um POLÍGRAFO;
aliás, coloque-se um POLÍGRAFO à entrada do blog, a ver o que sobra, se é que algo sobra.

Anónimo disse...

Cá estão eles outra vez!
Tão pequeninos e já sabem escrever!
Precoces, muito precoces!
Vá, agora vão para uma escola séria aprender a palavra corrupto e corruptor para escreverem algo de sério em vez de escrevinharem aqui os habituais gatafunhos. Mas, depois, chichi... cama!!!
PC

Bruno Oliveira disse...

Eduardo, não percebi esse comentário... explica-te lá melhor...

Bruno Oliveira disse...

O que eu queria dizer com essas palavras era que compreendo os benfiquistas não queiram o Porto na Champions porque se o Benfica estivesse no lugar do Porto, eu como portista também não queria que fossem à Champions...

eduardo disse...

devo-lhe um pedido de desculpas, Bruno Oliveira; li o excerto do texto na diagonal e, talvez por isso mesmo, pareceu-me ser de simpatizante benfiquista, caso em que a posição ali assumida cheirava a indisfarçável hipocrisia e falso moralismo;
uma vez mais, queira desculpar.

Anónimo disse...

Então, agora a miudagem vem para aqui namorar?
É preciso descaramento!
Não têm emenda!
Vá, agora vejam o filme "a dignidade dos corruptos" e depois...dormir!

eduardo disse...

A decisão tomada pelo FC Porto de não recorrer da sentença da Comissão Disciplinar no processo Apito Final já fez correr muita tinta. Em poucas palavras, a administração da SAD portista tomou uma decisão racional. É isso que se pede a uma administração: que tome decisões racionais na defesa dos melhores interesses da empresa que, por sinal, neste caso, é um clube. O problema é que quando se tomam decisões racionais, muitas vezes atropelam-se as emoções e um clube de futebol é quase todo emoção.

Ora, é legítimo que os adeptos se emocionem e se deixem dominar pelas emoções. Que assobiem os jogadores quando algo corre mal, que queiram despedir o treinador à primeira derrota, que exijam contratações milionárias, que façam e desfaçam a equipa ao sabor dos resultados.

Quem dirige não tem esse privilégio. Quem dirige deve decidir de forma sustentada, procurando defender o interesse do clube. Até ver, foi o que a SAD do FC Porto fez. A perda de seis pontos diluiu-se na vantagem que a equipa acumulou no campeonato sem consequências desportivas, quando o recurso poderia ter implicações imprevisíveis na próxima temporada. A honra do clube está defendida no recurso do presidente Pinto da Costa. Sendo o clube e o dirigente comparticipantes nos actos de que foram acusados, o eventual sucesso do recurso de Pinto da Costa ilibará também o clube, embora os seis pontos estejam irremediavelmente perdidos.

Finalmente, há o capítulo aberto com a polémica da eventual exclusão dos tricampeões na próxima edição da Champions. A esse nível, convém recordar os recentes sucessos alcançados pelo departamento jurídico do FC Porto, com decisões históricas - casos Del Neri e Adriaanse - quer ao nível da UEFA, quer ao nível da FIFA, para admitir que não terá deixado nada ao acaso. Claro que tudo isto é muito racional e nada disto acalma as emoções apaixonadas dos adeptos. Mas é isso que se espera de uma administração.

Monarquias

"FC Porto é o reino da organização"

Jorge Valdano, Treinador e comentador argentino

Anónimo disse...

Ó dudu, eduardinho,
Anda cá menino, anda cá...
Valdano foi de uma perspicácia excepcional, tanta quanto aquela que tinha quando jogava futebol!
"Organização" foi uma palavra muito bem escolhida. É realmente a subtileza que está subjacente a uma afirmação deste tipo.
Que se cuidem a "organizações mafiosas" italianas, pois pelos vistos todo esse poder tentacular já começa a espalhar-se por outros países, nomeadamente pelo nosso!
Tão esperto que tu és, miúdo!
Andas todo borradinho de calças na mão, não tiras o rabinho da sanita até 4ª feira. Mas seja qual for o veredicto da Uefa, vais ter sempre de viver com essa tua ligação a um clube corrupto, de corruptores e corruptos!
ISSO JÁ NUNCA PODES APAGAR!
Tu e o teu clube ficaram e ficarão PARA SEMPRE COM UM FERRETE QUE JAMAIS PODERÁS APAGAR!!!
E já não era sem tempo!!!

eduardo disse...

hehehehehehehe....
espumam e "re-espumam"....
rrrnhhhhh, rnhhhhhh...
pois, que mais saberão fazer....
ah, ontem, mais meia-dúzia no saquinho....
tic-tac doc, tic-tac doc.....