10/12/07

JUVENTUDE EM GRANDE NA TAÇA

Há já algumas semanas que andava com vontade de falar do Juventude de Évora, clube que, como sabem, ocupa um lugar muito especial no meu coração futebolístico.
Infelizmente, a carreira juventudista na 2ªdivisão nacional - à qual ascendeu esta temporada - não tem sido muito entusiasmante, e não tem dado grandes pretextos para sobre ela escrever. Mantendo (e bem) grande parte do plantel que disputava a 3ª divisão, o clube eborense tem evidenciado naturais dificuldades, as quais, agravadas por alguma falta de sorte, o têm remetido para a luta pela fuga aos últimos lugares. Está, na dobragem da primeira volta, em 12º lugar com 10 pontos em 13 jogos, e leva uma sequência de 7 derrotas nos últimos 8 jogos.
Tem sido todavia na Taça de Portugal que a equipa orientada por Miguel Ángelo tem dado que contar. Com três adversários ultrapassados (dois dos quais fora de casa e a norte do país), o Juventude está entre os 29 clubes apurados para a quinta eliminatória, aguardando agora o sorteio da próxima quarta-feira com grande expectativa. Neste domingo, um tanto surpreendentemente, foi vencer a São Mamede de Infesta por 1-2, resultado que conseguiu já depois de, a meio da segunda parte, se ter visto em desvantagem no marcador, encontrando então forças físicas e anímicas para, com golos de Beto e Sandro, dar a volta a situação e alcançar o apuramento para os dezasseis-avos de final da competição.
Já na temporada passada, então na 3ª divisão, o clube eborense havia feito uma carreira bastante positiva nesta prova, ultrapassando também três eliminatórias, caindo depois diante do Pinhalnovense nos 1/32 avos de final. Acontece que, nesta época, tendo subido de divisão, entrou na Taça de Portugal uma eliminatória mais tarde, o que faz com que, com as mesmas três vitórias, tenha já chegado um passo adiante.

Como acontece com todos os pequenos clubes pelo nosso país fora, o que o Juventude deseja da Taça, por motivos financeiros, mas também desportivos, é poder receber a visita de um clube grande. Naturalmente que o meu desejo seria que esse grande clube fosse o Benfica, até porque os dois emblemas nunca se defrontaram em jogos oficiais de futebol sénior. Seria certamente um dia de fortíssimas emoções para quem, como eu, nutre enorme paixão pelos dois, e há muitos, muitos anos aguarda a possibilidade de realizar o sonho de os ver frente a frente no relvado. Receber o Sertanense, único sobrevivente da 3ª divisão, ou até ficar isento, são naturalmente desfechos que também agradariam aos juventudistas.
Nos últimos 25 anos, esta é a terceira vez que os azuis e brancos de Évora conseguem chegar aos dezasseis-avos de final da Taça, tendo em ambas as ocasiões anteriores sido derrotados pelo também azul e branco F.C.Porto. A primeira foi em 1992-93 quando, depois de eliminar o primodivisionário Gil Vicente por 1-0 em Évora, a equipa juventudista foi às Antas perder por 4-0. A outra foi em 1997-98 quando, depois de uma também heróica vitória em Campo Maior, os eborenses voltaram a viajar até ao Estádio das Antas. O resultado foi desta vez esmagador: 9-1 para os portistas, com sete golos (!!) de Mário Jardel, seu record em Portugal.

As melhores prestações de sempre do clube na Taça foram duas presenças nos quartos-de-final: em 1951-52, derrotado pelo Barreirense; e em 1981-82 pelo Ginásio de Alcobaça. O Juventude é o único clube alentejano ainda em prova, fazendo jus ao estatuto que esta época detém de clube mais representativo da região em todos os campeonatos nacionais.

4 Comments:

Anonymous catn said...

LF

Boa jogatana do Juventude

Eu tambem gostava de um Juventude-Benfica, em Évora, cláro

Mas seria um grande dilema, para alguns adeptos do Juventude e ao mesmo tempo adeptos do Benfica..., qual deveria sair vencedor ???

Eu gostava mais do Sporting ou o fcp, assim já não havia dilema e o Juventude..., tinha mais hipotesses :)

11.12.07  
Blogger LF said...

Era de facto um difícil dilema.
Por um lado a hipótese de o Juventude fazer história, do outro a humilhação que seria perder com uma equipa da 2ª B. Olha, que fossem a penaltis...
Mesmo tendo em conta esta dificuldade, preferia, de longe, o Benfica como adversário do Juventude.
Seria o jogo da minha vida...

11.12.07  
Blogger dragao vila pouca said...

Essa do Juventude ter mais hipóteses com o F.C.P. é para rir. Agora,que o Jesualdo já matou o
borrego,o Dragão vai até ao Jamor.
Como que juventinos( é assim que se diz?),não optaram pelo clube da mesma cor e foram para o vermelho?
No Alentejo o céu até está sempre azul!

11.12.07  
Blogger LF said...

Diz-se Juventudistas.

De facto o único problema que o Juventude tem é a cor do equipamento ;)
A alternativa também não era muito melhor (verde e branco do Lusitano)

11.12.07  

Enviar um comentário

<< Home