29/11/07

ENCARNADOS UM A UM

QUIM (3) Sai um pouco penalizado pelo lance do golo, no qual, encoberto por um colega, se acabou por lançar tarde à bola, muito embora o remate tenha sido extremamente bem colocado. No resto do tempo esteve ao seu nível.
LUÍS FILIPE (4) Terá feito a sua melhor exibição com a camisola do Benfica, e a ovação que ouviu quando saiu pode ter-lhe garantido a tranquilidade de que necessitava para conquistar definitivamente o lugar e os adeptos. Não conseguir acompanhar Kaká em dois lances não envergonha defesa nenhum do mundo.
LUISÃO (3) Começou aos soluços, mas pelo tempo fora foi a trave mestra de que a defesa do Benfica necessitava. Realizou uma bela segunda parte.
DAVID LUÍZ (3) Uma ou outra falha não perturbaram a imagem globalmente positiva da sua exibição, com momentos inclusivamente de bastante brilhantismo.
LÉO (3) Outro que começou mal – naquele quarto de hora de desnorte -, sendo facilmente ultrapassado por Seedorf em, pelo menos, duas ocasiões. Ao longo do tempo recompôs-se, contribuindo, sobretudo no plano ofensivo, para a excelente exibição do colectivo.
PETIT (4) Quem não soubesse não diria que regressou há pouco de uma longa paragem por lesão. Fez um jogo à sua maneira, e na bitola a que nos tem de há muito habituado. Com ele em campo, a ligação da equipa e das suas diferentes linhas flui com outro dinamismo e qualidade.
KATSOURANIS (3) Não sendo tão exuberante como o seu parceiro, foi preponderante na batalha do meio-campo, na qual o Benfica levou claramente a melhor.
RUI COSTA (4) Fez tudo o que podia para deixar marca neste reencontro com a sua antiga equipa. As coisas nem sempre lhe saíram bem quando, por diversas vezes, tentou resolver o jogo através da iniciativa individual. Mas a sua presença foi sempre preciosa na definição de ritmos, e na projecção das movimentações globais do conjunto, ou não fosse ele o verdadeiro maestro de uma orquestra, da qual ontem se ouviu música de grande qualidade.
CRISTIAN RODRIGUEZ (3) A sua nota resulta penalizada pela forma como desperdiçou três golos praticamente feitos, ainda na primeira parte. Numa competição como esta, a eficácia é fundamental e distingue os verdadeiros campeões. Rodriguez esteve muito infeliz nesse particular, embora a sua garra, e a sua capacidade no um para um, tenham sido decisivas para o domínio que o Benfica exerceu em campo.
NUNO GOMES (3) Não esteve mal – toda a equipa jogou bem, diga-se – mas ficam na retina dois lances em que, tendo a baliza diante de si, preferiu assistir os companheiros (primeiro Rodriguez e depois Maxi), quando podia e devia ter tentado o remate, ou não fosse ele o ponta-de-lança da equipa. Acabou por marcar um golo pleno de oportunidade, mas estava ligeiramente deslocado. Trabalhou muito e saiu exausto.
DI MARIA (2) Acrescentou pouco ao que a equipa estava a fazer, e perdeu-se algumas vezes (o que é infelizmente habitual) em lances individuais absolutamente estéreis. Teve nos pés o golo da vitória, mas atirou à figura de Dida.
CARDOZO (1) Não acrescentou nada. Pareceu-se novamente com aquele avançado triste e abúlico do início da época.
ADU (-) Cinco minutos em campo não deram desta vez para marcar o golinho da sorte. O Milan também não é a Académica…

2 Comments:

Anonymous catn said...

LF

Camacho, percebeu que não podia jogar com aquela táctica dos 2 ponta de lança (4-3-3), porque o lado direito fica "coxo" e era um grande problema, para o nosso lateral direito

Veja o rendimento de Luís Filipe, com a ajuda de Maxi Pereira, percebeu que podia subir descançado, porque tinha alguem que ficava a trás a compensar a sua subida, perdeu o medo, e fez uma boa exibição, penso que com pouca velocidade, mas aparecendo sempre nas jogadas ofensivas

Na minha opinião:

Quim, foi mal batido no golo, só tem a atenuante de possivelmente, não ver partir a bola, reagindo demasiado tarde, mas o remate foi de muito longe

Luís Filipe, a melhor exibição de águia ao peito, ainda um pouco lento, talvez

Luisão, o patrão da defesa, é a voz de comando do ultimo reduto do Benfica, joga e transmite segurança á equipa, mas ainda não está no seu melhor, continua a subir o seu rendimento

David Luiz, a grande muleta de Luisão, rápido, sereno e com grande visão dos lances

Léo, entrou a medo, mas rápidamente começou a jogar como sabe, lutador sem virar a cara a luta, ajudou muito a equipa com as subidas pelo seu flanco

Petit, era o jogador que faltava ao Benfica, para mandar naquele meio campo, corre e faz correr, ali toda a gente defende e não deixa para o outro, é a raça do meio campo

Katsouranis, talvez o jogador mais discreto do Benfica, dá pouco nas vistas, mas o seu trabalho é importantissimo, ele é o fiel da balança entre a defesa e o ataque, é aquele que tem de estar na defesa, quando a equipa necessita e é aquele que tem de estar no ataque, para criar a vantagem numérica da equipa

Rui Costa, o maestro, a classe, a alma benfiquista desta equipa

Maxi Pereira, a grande surpresa desta equipa, de bom suplente a titular indescutivel, está ali um campeão, na luta, na garra e na humildade, grande jogador

C. Rodriguez, o vagabundo desta equipa, joga pela direita, joga no centro, joga na esquerda, sempre a fazer a diferença e criar grandes problemas aos defesas, boas desmarcações na area, infeliz na finalização, há dias assim

Nuno Gomes, lutador incansável, lutando contra uma defesa com grandes jogadores, dos melhores do mundo, penso que está sem grande confiança na altura do remate á baliza

Cardozo, jogador longe da melhor forma, muito lento e trapalhão, embora muito bem marcado pelos defesas contrarios

Di Maria, nada de novo, muito bom técnicamente, mas trapalhão, tentou rematar, mas não lhe sairam nada bem, acho que faz falta marcar um bom golo, naqueles remates de fora da area para dar confiança

Freddy Adu, pouco tempo em campo, Camacho tentou tudo, até a sorte dos ultimos segundos

LF, com estes jogadores, o Benfica já tem uma boa equipa e com os reforços que virão em Janeiro, podemos sonhar com o titulo e com uma futura equipa de grande valor, mesmo a nivel internacional

30.11.07  
Blogger LF said...

Veremos.

Na minha opinião falta um avançado tipo "rato de área", que aproveite as oportunidades criadas.
E falta alguém para preparar a sucessão de Rui Costa. Já se sabe que não vai ser possível arranjar outro igual em termos técnicos, mas pode-se, por exemplo, apostar num jogador mais forte em termos físicos, e com capacidade de remate, para desempenhar o lugar.

30.11.07  

Enviar um comentário

<< Home