29/05/06

TARDE E A MÁS HORAS

Acabou, como já se esperava, a participação de Portugal no europeu de sub 21.
Apesar da merecida vitória sobre a Alemanha, a situação de partida da selecção nacional para esta jornada era demasiado frágil para se aspirar a mais do que um milagre. Ontem a equipa mostrou vontade de ganhar, mas voltou a faltar-lhe eficácia na hora do remate final.
Contudo, a razoável exibição de Guimarães não pode passar uma borracha sobre um torneio para esquecer, onde a desorganização colectiva foi a nota dominante numa equipa recheada de estrelas, mas que esteve muitíssimo longe de corresponder ao que dela se esperava.
Agostinho Oliveira não será seguramente o único culpado, mas a verdade é que vai sair muito enfraquecido desta competição, pois não soube ou não pôde, rentabilizar os excelentes recursos de que dispunha (em jogadores profissionais como estes será excessivo falar em formação como o professor quis deixar no ar na conferência de imprensa após o jogo).
Quaresma (ainda assim bastante esforçado), João Moutinho, Nani e Nelson foram os melhores de uma equipa que teve várias unidades em desacerto total e outras bem longe da ideia que eventualmente terá sido criada a seu respeito.
Uma nota final: porque é que esta competição, de carácter internacional, se cingiu ao Minho e ao Porto ? Não se justificariam alguns jogos mais a sul do país ?

11 Comments:

Anonymous Xinfrim said...

Acho que estás a ser muito brando.
Aquilo foi uma vergonha ! um desastre !
Não se admite que, a jogar em casa, Portugal tenha desperdiçado uma oportunidade tão boa de ganhar uma competição internacional.
Onde estão João Pereira, Miguel Garcia etc ?
Porque é que o Vaz Té não jogou ?

Agostinho para a rua !!!

29.5.06  
Anonymous LF said...

Tens alguma razão, mas o Porf.Agostinho é especialista em formação, e assim sendo, não é um técnico dado a preparar um conjunto para fazer bons resultados, mas sim para "fabricar" jogadores.
Isso sentiu-se, e de que maneira, nesta prova.
Portugal foi um conjunto de jogadores à deriva, sem saberem o que fazer em campo, e cada um por si a tentar resolver a questão.
Não houve táctica nem modelo de jogo, mas sim uma desorganização caótica.
A questão é: porquê um técnico de formação a dirigir uma equipa de jogadores altamente profissionais, numa competição já com algum relevo ?

29.5.06  
Anonymous Eusebio said...

Deixa-te de paninhos quentes.
Aquilo foi uma merda.
É uma selecção da treta, com estrelas armadas em vedetas.
Aqueles sim, são vedetinhas do futebol portugues

29.5.06  
Anonymous LF said...

Seja bem aparecido Sr.Eusébio !
VEDETA DA BOLA saúda-o.
Veemente como sempre...

29.5.06  
Blogger cj said...

técnico de formação?
quem faz a formação são os clubes.

29.5.06  
Anonymous LF said...

A selecção também, nomeadamente transmitindo experiência internacional.
Se faz bem ou não é outra questão.
Mas todos se lembram do trabalho de Queiroz e Vingada, que muito ajudou o futebol português

30.5.06  
Anonymous o eborense said...

Em relação ao Prof. Agostinho Oliveira, até admito que seja técnico de formação, mas não venham dizer, que não é competente, pois o apuramentos, revelou a sua qualidade de técnico

O que eu penso, é que o europeu, não foi preparado devidamente, não se fez um treino de recuperação de niveis fisicos e psicologicos, não se preparou devidadmente, a qualidade de favoritos, mas neste aspecto, estou a falar de jogadores e treinadores, ninguem estava preparado, para uma pressão tão elevada

Depois foi o problema do 1º jogo, uma derrota contra um dos favoritos, os niveis psicologicos baixaram de tal maneira, que falhavam passes a dois metros, a nossa defesa tremia por todo o lado, o nosso ataque tinha medo de rematar á baliza

Fala do trabalho de Carlos Queiroz e Nelo Vingada, a preparação foi feita de uma maneira totalmente diferente, os jogadores foram preparados para vencer e não só para competir, os clubes tinham feito um grande trabalho a nivel técnico, o treinador da selecção tinha de os preparar para vencer, sem medos e receios das outras selecções

Tal como eu já referi, o trabalho psicologico de jogadores e em especial da equipa técnica é muito importante, não basta dizer que vamos ser os vencedores, temos de provar no campo

Eu acredito na nossa formação de jogadores, mas essa formação tem de ser completa a todos os niveis

SAUDAÇÕES DESPORTIVAS

30.5.06  
Anonymous LF said...

Plenamente de acordo, Eborense.
De facto o Europeu foi muito mal preparado a todos os níveis.
Neste aspecto não posso deixar de criticar também Scolari (estou à vontade para fazê-lo, pois sempre o tenho defendido, e considero-o um grande treinador), por não ter separado as águas algum tempo antes, nomeadamente quanto às convocações de Quaresma e Moutinho, permitindo a Agostinho Oliveira planear a competição contando com eles, o que nao pôde fazer, além de que a motivação dos jogadores seria certamente maior, uma vez ultrapassado o choque (em devido tempo) de não irem ao mundial.

30.5.06  
Anonymous Anónimo said...

Hey what a great site keep up the work its excellent.
»

4.7.06  
Anonymous Anónimo said...

Interesting website with a lot of resources and detailed explanations.
»

21.7.06  
Anonymous Anónimo said...

I find some information here.

22.7.06  

Enviar um comentário

<< Home